Últimas Notícias

Publicidade Jaguaripe 2023

Dia do Atleta: ações municipais incentivam prática esportiva e formação de talentos

Foto: Otávio Santos/Secom


 Celebrado nesta quarta-feira (21), o Dia do Atleta está inserido no calendário nacional desde a década de 1960, para homenagear aqueles que se dedicam ao esporte, seja profissionalmente ou para manter uma boa qualidade de vida. Na capital baiana, diversas iniciativas e estruturas públicas da Prefeitura têm estimulado a prática de atividades esportivas, promovendo inclusão social e cidadania e revelando novos talentos. 

 

Entre as ações à disposição da população está o projeto de Iniciação Esportiva de Salvador (Iessa), que há mais de 20 anos oferece aulas gratuitas em diversas modalidades, a exemplo de tênis para jovens e adolescentes. Essa iniciativa ocorre no Complexo Tenístico da Boca do Rio (CTBR) e atualmente possui 45 alunos matriculados. 

 

Durante as aulas são aplicados conteúdos de noções básicas do esporte, como voleio, saque, mudança de direção, dentre outros. O complexo dispõe de cinco quadras esportivas, sendo três para iniciação esportiva e duas abertas à comunidade, com funcionamento de segunda a sábado, das 6h às 21h, e aos domingos, das 6h às 18h. 

 

Para o coordenador da estrutura, Joel Santana, o espaço tem ajudado a quebrar velhos paradigmas. “A sociedade tem o costume de falar que o tênis é uma modalidade para rico, mas isso não é verdade. Aqui em Salvador, essa prática esportiva é oferecida de graça a jovens e adolescentes, em sua maioria, oriundos de escolas públicas”. 

 

Foto: Otávio Santos/Secom


Arena Aquática – Situada na Pituba, a Arena Aquática Salvador é outro equipamento público que, além de mudar vidas através do esporte, se tornou responsável por formar 150 atletas de alta performance, desde a inauguração, em 2018. Ano passado, a arena recebeu mais de 2,5 mil pessoas, incluindo os alunos das aulas gratuitas de natação. As inscrições são abertas ao público e divulgadas, periodicamente, através do site www. arenaaquatica. salvador. ba. gov. br . 

 

O jovem nadador baiano Manoel Filipe Silva, 18 anos, que acumula títulos de campeão baiano, do Norte-Nordeste, além de ser finalista do campeonato brasileiro, conta que utiliza a estrutura da arena para manter a forma e aprimorar o desempenho. Criado no bairro do Nordeste de Amaralina, o atleta afirma que seu sonho é chegar às Olimpíadas de Paris 2024, ou a Los Angeles 2028. 

  

“A Arena possui uma estrutura belíssima, de alta performance, sendo uma das melhores que já nadei no Brasil. É capaz de abrigar grandes competições, favorecendo o desenvolvimento do atleta. Fico muito agradecido pela chance de continuar o meu treinamento e me aperfeiçoar cada dia mais para poder chegar mais longe”, afirma. 


Foto: Jefferson Peixoto/Secom

 

Ginástica – O projeto Ginástica Rítmica na Escola também integra a lista de ações promovidas pela gestão municipal, na garantia do direito ao lazer e à prática esportiva de qualidade na rede de ensino. A iniciativa já chegou a 23 escolas municipais, alcançando 2,8 mil alunos. 

 

Uma das integrantes do projeto é Fabiane Ferreira, 17 anos, que faz parte de um grupo de alto rendimento da modalidade. A jovem é apontada como promessa no esporte, depois de registrar um histórico de vitórias que lhe rendeu medalhas em torneios locais, estaduais e regionais. 

  

Não à toa, ela representou Salvador no Torneio Nacional de Ginástica Rítmica, evento que ocorreu em novembro passado, em São Bernardo do Campo (SP), com a participação de competidores de todo o país. 

 

Foto: Bruno Concha/Secom


Servidores atletas – Funcionários públicos municipais também têm se destacado como atletas. Dentista na Secretaria Municipal da Saúde (SMS) há 21 anos, a nadadora Lívia Vaz Sampaio Marianetti, 46 anos, participou da Travessia Itaparica x Salvador, prova de mar aberto cuja realização ocorreu neste mês. Realizada pela Prefeitura e pela Federação Baiana de Desportos Aquáticos (FBDA), a competição contou com 189 participantes. Lívia alcançou o 3° lugar na categoria Master E, da faixa etária entre 45 a 49 anos. 

  

A profissional completou a prova em 2h39 minutos, em 12km de percurso entre a largada da Praia da Gameleira (Ilha de Itaparica) e a chegada no Porto da Barra. “Eu sempre adorei nadar quando era criança. Eu comecei no Yatch Clube, Clube Espanhol e no Colégio Marista. Viajava para competir. Eu nunca larguei a natação. Como eu tenho problema de asma e de circulação, é um esporte que eu devo fazer”, revela a atleta, sobre seu envolvimento inicial com o esporte. 

 

Este ano, o agente da Salvamar Jader Andrade São Pedro, 35 anos, representou Salvador no Campeonato Mundial de Paddle Board, que aconteceu em Porto Rico, no final de outubro. Ele retomou os treinos no esporte no início do ano passado, depois passar por um hiato provocado pela pandemia do coronavírus. “Voltei a me dedicar. Já sabia da existência dessa competição mundial, por conta de alguns amigos que já participaram e pensei ‘por que não participar?’ Aqui na Bahia, participo de algumas competições também”, relata. 

 

Em 2018, Jader participou de outra competição, na cidade de São Paulo, onde acabou superando seus limites, ficando em segundo lugar. O atleta atua na Salvamar desde o ano de 2008 e explica que traça um planejamento especial para conciliar a rotina no serviço com o esporte.  



SECOM Salvador 






Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem