Últimas Notícias

É TÃO BOM. É SALVADOR
É TÃO BOM. É SALVADOR

Jornada do Patrimônio Cultural discute bicentenário da Independência nesta quarta (5)


 Foto: Betto Jr./Secom 

Temas históricos sobre a construção, comemorações e participação das mulheres na Independência do Brasil na Bahia serão debatidos na IV Jornada do Patrimônio Cultural de Salvador – 200 Anos de Independência – que terá início nesta quarta-feira (5), às 13h, no Teatro Gregório de Mattos (TGM), no Centro. Com o tema “Sob o Sol da Liberdade”, o evento gratuito é parte da programação das celebrações do Bicentenário da Independência do Brasil na Bahia, e promovido através da Fundação Gregório de Matos (FGM) e Secretaria Municipal de Cultura (Secult), com a parceria da Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura (Cult) da Universidade Federal da Bahia (Ufba).   

 

Os debatem seguem até a sexta-feira (7). O evento inteiramente gratuito segue com inscrições abertas através do link https://forms.gle/YFdoYp8orFwhmeHRA, ou no próprio TGM. A abertura será realizada com a conferência “Algazarra nas ruas: os Caboclos e seu povo nas comemorações da independência”, ministrada pela professora e doutora Wlamyra Albuquerque.   

 

A programação segue com a mesa que coloca em pauta o tema “A força das mulheres na Independência da Bahia”. As atividades serão encerradas com a apresentação artística Slam das Minas e, em seguida, “A Volta da Cabocla”, o tradicional retorno das imagens do Caboclo e da Cabocla do Campo Grande em direção à Lapinha.   

 

Além de participar da organização e curadoria do evento, o diretor de Patrimônio e Equipamentos Culturais da FGM, Chicco Assis, irá mediar, na quinta-feira (6), a mesa sobre "Os Caboclos da Baía", debate sobre a relação entre os caboclos de Salvador e de Itaparica. “O encontro busca valorizar assuntos acerca da patrimonialização do 2 de Julho, no sentido de destacar a importante participação popular, dos caboclos e das mulheres, tanto nas lutas quanto nas celebrações ao longo desses duzentos anos”, frisa.   

 

Segundo ele, a mesa que fará a mediação também trata um tema fundamental para a história da independência. “Teremos a participação do professor e doutor Milton Moura, que conhece muito sobre o 2 de Julho, além do historiador Felipe Brito e a pesquisadora Inah Irenam, que investiga aspectos religiosos da festa e o samba de caboclo”, destaca.    

Programação: 

 

Dia 5/7 (quarta-feira) 

13h – Credenciamento  

14h – Abertura + Hino ao 2 de Julho + Falas institucionais  

14h30 – Conferência de abertura – Algazarra nas ruas: os Caboclos e seu povo nas comemorações da independência – Profa. Dra. Wlamyra Albuquerque (Ufba) 

16h – Mesa: A força das mulheres na constante luta pela Independência  – Creuza Oliveira (Sindoméstico-BA), Lina Aras (Ufba), Wanda Chase (jornalista), Célia Tupinambá (Artista e Liderança Indígena). Mediação: Lourivânia Soares (Cult/Ufba) 

17h30 – Apresentação Artística – Slam das Minas 

18h – A Volta da Cabocla (saída do Campo Grande em direção a Lapinha) 

 

Dia 6/7 (quinta-feira) 

14h – Mesa: A construção e as comemorações da independência no Brasil, Argentina e Uruguai – Albino Rubim (Ufba) e Álvaro de Giorgi (URU). Mediação: Sophia Rocha (ICTI-Cult/Ufba) 

15h30 – Exibição do Documentário “2 de Julho – Caminhos da Liberdade” 

16h – Mesa: A Patrimonialização das Festas da Independência do Brasil na Bahia – Emanoel Pitta de Brito (Presidente da Associação Cultural Grupo Indígena Os Guaranis), Marina de Leão de Aquino Barreto (Iphan) 

Representantes do Iphan nacional, de Salvador, de Cachoeira e de Itaparica – Mediação Iphan 

17h30 – Mesa: Os Caboclos da Baía – Prof. Dr. Milton Moura (Ufba), Felipe Brito (AEITA), Inah Irenam (Rede Museologia Kilombola) – Mediação Chicco Assis 

 

Dia 7/7 – (sexta-feira) 

14h – Mesa: 2 de Julho – Cortejo, Patrimônio e Memória – José Dirson, Márcia Sant’Anna (Ufba), Priscila Cabral Almeida (Ufba). Mediação: Carla Nogueira (Ufba) 

15h30 – Exibição do documentário “Balizando 2 de Julho”. 

16h – Mesa: O Cortejo do Dois de Julho: Participação Popular e Patrimônio – Fabio Baldaia (Ufba), Maria das Graças Leal (Uneb) e Vinicius Zacarias. Mediação: Alice Pires (Cult/Ufba/Unifacs) 

17h30 – Anúncio dos vencedores dos Concursos de Balizas, Fanfarras e Fachadas 

18h30 – Encerramento – Apresentação Artística 



secom

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Câmara SAJ - 2024
Câmara SAJ - 2024
Campanha Salvador Capital Afro
Campanha Salvador Capital Afro
Jaguaripe
Jaguaripe
NOVA BAHIA 2024
NOVA BAHIA 2024

Veja mais notícias do Pirôpo News no Google Notícias
PIROPO NEWS GOOGLE NOTÍCIAS