Últimas Notícias

Junho Vermelho na Hemoba mobilizou mais de 15 mil voluntários à doação na Bahia



A campanha do Junho Vermelho deste ano da Hemoba teve a participação de 15.467 voluntários com 11.806 bolsas de sangue coletadas na capital e no interior. Foi o maior número de doadores no mês de junho dos últimos cinco anos. Um aumento de 21,3% em relação a junho de 2019, ano anterior à pandemia da Covid-19, quando 12.752 candidatos estiveram presentes nas unidades da Fundação. “Agradecemos imensamente a todas as pessoas que participaram da nossa campanha do Junho Vermelho, com espírito solidário, disposição e desprendimento para ajudar a salvar vidas. Esperamos que esses voluntários continuem nos ajudando, pois a doação regular é necessária para a manutenção dos nossos estoques, já que as bolsas de sangue têm prazo de validade”, afirmou Rivânia Andrade, diretora de Hemoterapia da Fundação Hemoba. O Junho Vermelho foi uma data criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para conscientizar sobre a necessidade dos hemocomponentes em diversos tratamentos e incentivar a doação regular de sangue. 


Durante o mês de junho, foram realizadas várias atividades para homenagear o doador, como distribuição de brindes, palestras e atrações musicais, publicações nas redes sociais e novos roteiros da unidade de coleta móvel (Hemóvel). Na sede da Hemoba, em Salvador, aconteceram apresentações com a participação de vários artistas parceiros. No Dia dos Namorados (12/06), a dupla de cantores Priscila Magalhães e Pablo Moraes encantou os presentes com músicas românticas. Já no Dia Mundial do Doador de Sangue (14/06), a animação ficou por conta da banda de forró Flor de Milho. No dia 17/06, na Campanha Cantando Por Vidas, esteve presente o coral do Mosteiro do São Bento, regido pelo maestro Vinícius Ferraz. No Centro Estadual de Referência às Pessoas com Anemia Falciforme, para celebrar o Dia Mundial de Conscientização da Doença Falciforme (19/06), foi realizada a Semana de Conscientização sobre a Doença Falciforme, com várias palestras sobre autocuidado, tratamento e políticas públicas relacionadas à enfermidade destinadas aos pacientes e familiares. Além disso, para alertar a população baiana sobre a DF, os monumentos na capital baiana foram iluminados com a cor vermelha, de 14 a 30 de junho.  


Em Junho, com o funcionamento de três unidades móveis de coleta, novos roteiros foram incluídos para facilitar a doação de sangue em locais de grande fluxo de pessoas. Em Salvador, os hemóveis estiveram no campus da UNEB, na Unijorge Paralela, no Shopping Itaigara, no Shopping Bela Vista, no Shopping Ponto Alto, na Estação Nova Lapa e no Shopping Barra. Também visitaram as cidades de Lauro de Freitas e Candeias, na Região Metropolitana de Salvador, e Amargosa e Cruz das Almas, no Recôncavo Baiano, como parte do esquema especial montado pelo Governo do Estado para reforçar o atendimento de saúde no período junino.  


Parceiros – Várias empresas e instituições participaram como parceiros da campanha do Junho Vermelho com distribuição de brindes, prestação de serviços, apresentações artísticas, grupos de doação e divulgação. Neste ano, colaboraram os seguintes parceiros: Banda Flor de Milho, Colégio Militar da Bahia, Empresa Intermarítima, CCR – Metrô, Teatro SESI, Engeko, Igreja Universal do Reino de Deus, Igreja Adventista, Câmara de Vereadores, Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE), Ordem dos Advogados da Bahia (OAB), Bombeiro Civil, Serpente do Sangue (Escola Bahiana de Medicina), Coral São Bento, Vedacit, COREN, Órgão Gestor de Mão-de-Obra do Trabalho Portuário dos Portos de Salvador e Aratu (OGMOSA), PET/IHAC/UFBA (Programa de Educação Tutorial), Colégio Estadual Edgard Santos, Grau Técnico de Camaçari, Marinha do Brasil, Hospital da Mulher, Hospital Universitário Professor Edgard Santos (HUPES/UFBA) e Hospital do Subúrbio. 


Critérios para doação - Para doar sangue, o candidato tem que estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 kg e ter idade entre 16 e 67 anos. Lembrando que menores de 18 anos devem ir acompanhados dos pais ou responsável legal, e idosos acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado anteriormente. No dia da doação, o voluntário não pode estar em jejum, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não ter fumado por pelo menos duas horas antes do procedimento, além de ter dormido por no mínimo seis horas na noite anterior. Também é recomendável que evite alimentos gordurosos nas últimas 4 horas anteriores ao procedimento. Doar sangue é um procedimento rápido, simples e seguro. Nas 24 horas seguintes à doação, o organismo repõe o volume de sangue doado. Vale frisar que todo material utilizado para a coleta é descartável, evitando assim o risco de contaminação. Para doar, é necessária apresentação de um documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional. 

Cadastro de medula óssea - O cadastro de medula óssea pode ser feito em todos os postos de coleta da Hemoba, na capital e no interior, com a coleta de uma amostra de 5ml de sangue. Para se tornar um doador, é necessário ter entre 18 e 35 anos de idade, estar em bom estado geral de saúde, não possuir doença infecciosa ou incapacitante e não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico. Os dados pessoais e os resultados dos testes serão armazenados no REDOME (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea), coordenado pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA). 





Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Câmara SAJ - 2024
Câmara SAJ - 2024
Jaguaripe
Jaguaripe

Veja mais notícias do Pirôpo News no Google Notícias
PIROPO NEWS GOOGLE NOTÍCIAS