Últimas Notícias

É TÃO BOM. É SALVADOR
É TÃO BOM. É SALVADOR

SALVADOR: Servidores participam de palestra sobre LGBTfobia no esporte

Foto: Jefferson Peixoto/Secom PMS

A Prefeitura de Salvador, por meio do Programa de Combate à LGBTfobia, promoveu uma palestra para discutir sobre a participação de pessoas LGBT no futebol, combatendo a homofobia e promovendo a inclusão e o respeito à diversidade. A atividade, intitulada “Não Há Impedimentos LGBT no Futebol”, reuniu servidores municipais na última sexta-feira (17), no auditório da Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz), no Centro.
 
Na mesa estiveram presentes o coordenador de Políticas e Promoção da Cidadania LGBT+, Marcelo Cerqueira, e de representantes do Dendê Futebol Clube, primeiro time de Futebol Inclusivo da Bahia. Cerqueira destacou a importância de discutir a temática justamente no Dia Internacional de Combate à LGBTfobia, ajudando a combater todas as formas de preconceito e violência contra pessoas LGBT+.
 
“É um compromisso nosso realizar programas de combate à LGBTfobia para capacitar os servidores com essa temática. É uma oportunidade que as pessoas têm de conhecer novas abordagens sobre o tema e também de lembrar o dia 17 de maio, que é o Dia Internacional de Combate à LGBTfobia. A data foi criada porque foi no dia 17 de maio de 1990 que a OMS destituiu o caráter patológico da homossexualidade”, ressaltou.
 
Ele lembrou da participação da Bahia nesta conquista e fez questão de pontuar que não há impedimento algum para que o LGBT seja esportista. “A Bahia, em 1984, contribuiu para a retirada da homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID) no país inteiro por meio da atuação do Grupo Gay da Bahia (GGB), reunindo 16 mil assinaturas e forçando os órgãos da saúde a ter essa posição. Ainda hoje, no entanto, as pessoas enxergam o esporte com um viés negativo em relação aos LGBTs, acham que não há espaço, que é uma atividade masculina. Então é importante falar sobre isso e dizer que não há impedimento algum, o que existe é um impedimento com base no preconceito e que precisa acabar”, acrescentou.
 
Um dos fundadores e atual presidente do Dendê Futebol Clube, Elivelton Brandão, que também é atleta, contou um pouco da história do clube e da necessidade de ter um espaço de inclusão no futebol para pessoas LGBT+. O clube nasceu em 2017, a partir do momento em que ele e outros dois amigos perceberam que apesar de jogar futebol há muito tempo, nem todo homossexual conseguia se sentir à vontade nos meios tradicionais do esporte, devido a algumas falas, brincadeiras e a questão do vestiário.
 
“Ali percebemos a importância de um espaço que fosse inclusivo, que acolhesse todo esse público, independentemente da sexualidade, e ali nasceu o Dendê Futebol Clube, primeiro time de Futebol Inclusivo da Bahia. Atualmente, nós temos heterossexuais, bissexuais, homossexuais e todo mundo jogando junto”, declarou.
 
Para ele, o debate ajuda a preparar as pessoas a lidar com as diferenças. “Essa palestra é voltada para servidores públicos, que atuam na administração e no serviço público, e a comunidade LGBT está em todos os âmbitos da sociedade. É uma forma de preparar as pessoas e de trazê-las para esse convívio e interação”.
 
Sementinha – Gestora de Recursos Humanos na Superintendência de Obras Públicas de Salvador (Sucop), a servidora Januária Barnabé fez uma analogia entre o evento e o cultivo. “É igual a uma sementinha, em que você planta, molha um pouco hoje, um pouco amanhã, e daqui a pouco ela floresce. É um trabalho que precisa ser fortalecido. É difícil atingir uma conscientização geral, mas se eventos como esse forem promovidos, vai se tornar cada vez mais fácil”, opinou.
 
Assistente social pela Sucop, Fátima Schramm também elogiou a iniciativa. “Precisamos fortalecer cada vez mais as políticas públicas nesse sentido para que possamos acabar com o preconceito. Então é um evento de extrema importância, porque vai institucionalizando novas práticas, novas formas de pensar e socializando conhecimento.
 
Ações – Em celebração ao Dia Internacional de Combate à LGBTfobia, a Secretaria Municipal da Reparação (Semur) está promovendo algumas iniciativas de valorização das diferenças e de luta contra o preconceito, a exemplo da iluminação cênica com as cores do arco-íris de alguns equipamentos e monumentos da cidade; de um mutirão CadÚnico Itinerante LGBT+ e de um atendimento especial para cadastramento do público LGBT+ no Serviço de Intermediação de Mão de Obra (SIMM).
 
O Mutirão CadÚnico Itinerante LGBT+ está sendo realizado no Centro Municipal de Referência LGBT+ Vida Bruno até a próxima terça (21). O atendimento requer documento de identidade e comprovante de endereço. Os interessados devem ir à Avenida Oceânica, 3.731, no Rio Vermelho ou entrar em contato com o telefone (71) 3202-2750 para mais informações. Já o atendimento especial para cadastramento no Simm sem a necessidade de agendamento prévio, ocorreu na unidade do serviço do Comércio, na sexta-feira (17).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Câmara SAJ - 2024
Câmara SAJ - 2024
Campanha Salvador Capital Afro
Campanha Salvador Capital Afro
Jaguaripe
Jaguaripe
Jaguaripe
Jaguaripe

Veja mais notícias do Pirôpo News no Google Notícias
PIROPO NEWS GOOGLE NOTÍCIAS