Últimas Notícias

É TÃO BOM. É SALVADOR
É TÃO BOM. É SALVADOR

SALVADOR: Prefeitura segue com distribuição de absorventes pelo programa Dignidade Menstrual da Mulher

 

Foto: Jefferson Peixoto/ Secom

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal da Educação (Smed), tem dado continuidade à distribuição de absorventes pelo programa Dignidade Menstrual da Mulher. Na última quarta-feira (29), mães de alunas da Escola Municipal Hildete Lomanto, situada no Garcia, receberam um pacote do produto e ventarola com orientações sobre o período menstrual.

Zuleide de Souza, 43, mãe de Sofia Lory, 17, classificou a iniciativa como ótima. “Eu sou de um tempo em que as meninas, muitas vezes, improvisavam com um paninho. Que bom que atualmente existe esse programa para amparar as adolescentes e também as mulheres que estudam à noite. E eu sempre oriento a minha filha a deixar um pacote na mochila ou na bolsa para se prevenir. Ela é bem tranquila em relação ao tema”, opinou.

Jurema Lima, 41, mãe de Wiliam Prata, de 9 anos, também elogiou a distribuição: “Acho legal, pois muitas mulheres não têm condições de comprar, devido às necessidades. A distribuição ameniza essa dificuldade. Eu acho excelente e sou favor que haja orientação também nas escolas para que meninos e meninas entendam que é um processo natural. Eu mesma converso com o meu filho sobre esse assunto para que ele tenha conhecimento”.

Aluna do 9º ano, Maria Eduarda Oliveira, 14, tem recebido mensalmente o absorvente. “Acho legal, porque muitas meninas não têm dinheiro para comprar e acabam não vindo por esse motivo. Para mim, a menstruação é uma coisa normal que acontece na vida da menina”, contou ela, que desde os 4 anos estuda na instituição.

Para a gerente de inclusão e diversidade pela Smed, Daniela da Hora, o programa Dignidade Menstrual da Mulher não consiste apenas em fornecer produtos de higiene, mas é também uma ação que traz impacto à saúde, educação e dignidade das alunas, visto que assegura que elas possam alcançar seu pleno potencial educacional e pessoal, independentemente das circunstâncias menstruais.

“A falta de acesso a absorventes era uma realidade nas escolas municipais de Salvador e essa ausência podia levar a práticas insalubres, como uso de material inadequado, ocasionando problemas à saúde. Outro fator importante na distribuição do produto é o aumento da frequência escolar entre as alunas no período menstrual, por terem acesso aos produtos de higiene adequados. Essa ação traz dignidade às meninas, pois ao receberem os absorventes, elas podem gerenciar a menstruação de maneira apropriada, o que contribui para o seu empoderamento, aumento da confiança e participação plena das atividades escolares”, afirmou.

Distribuição – A Secretaria Municipal da Educação (Smed) tem hoje cerca de 18.969 alunas na faixa etária de 11 a 50 anos, que mensalmente recebem dois pacotes de absorventes. Essa ação ocorre em Salvador desde 2021, com uma distribuição média de 37 a 40 mil pacotes de absorventes por mês. Além da distribuição de absorventes, a Smed promove palestras sobre saúde menstrual, ajudando as alunas a entenderem melhor os seus corpos e a cuidarem de sua higiene de maneira adequada.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Câmara SAJ - 2024
Câmara SAJ - 2024
Campanha Salvador Capital Afro
Campanha Salvador Capital Afro
Jaguaripe
Jaguaripe
Jaguaripe
Jaguaripe

Veja mais notícias do Pirôpo News no Google Notícias
PIROPO NEWS GOOGLE NOTÍCIAS