Últimas Notícias

Presos fazem agentes reféns e iniciam rebelião no Paraná


Detentos da Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG), na região central do Paraná, iniciaram uma rebelião no fim da manhã desta segunda-feira (13). Segundo a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju) do Paraná e o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), 12 agentes penitenciários são feitos reféns. A princípio, a Seju havia informado que oito agentes penitenciários eram reféns. Entretanto, a informação foi atualizada às 16h. Também por volta das 16h, a Seju informou que 160 presos são reféns, além dos 12 agentes penitenciários. Ainda de acordo com a pasta, dez presos que participaram da rebelião em Cascavel, em agosto, que resultou na morte de cinco detentos, foram transferidos para a Penitenciária Industrial de Guarapuava. A Seju não soube informar se, entre os rebelados de Guarapuava, estão os transferidos de Cascavel. Conforme a Polícia Militar (PM), um agente ficou ferido e foi levado para a Urgência Municipal de Trianon. Segundo um agente penitenciário que está no local, mas que não é refém, um preso também ficou machucado depois de ser agredido por outros detentos. A polícia cercou o prédio, e os demais funcionários foram retirados do local. Ainda de acordo com a PM, presos quebraram alguns vidros da penitenciária e foram para cima do telhado, armados com tesouras, chaves de fenda e pedaços de madeira. Segundo o diretor do Depen, Cezinando Paredes, cerca de 160 detentos estavam um canteiro de trabalho, quando alguns deles aproveitaram para render os agentes penitenciários. A direção do Depen já saiu de Curitiba para Guarapuava e deve auxiliar nas negociações. Ainda não se sabe qual o motivo da rebelião e as reivindicações dos presos. A penitenciária abriga 240 presos e trabalha com um modelo onde os detentos podem estudar e trabalhar no local. (G1)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads