quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Bolsonaro diz que apostou no 13 na Mega-Sena da Virada

Adversário do PT, Bolsonaro diz que apostou no 13 na Mega-Sena da Virada
Foto: Reprodução

Crítico recorrente do PT, o presidente Jair Bolsonaro escolheu justamente o número do partido do qual é adversário na urna eletrônica, o 13, para apostar na Mega-Sena da Virada. Nesta quinta-feira (26), o presidente foi a uma casa lotérica no Cruzeiro Velho, bairro da capital federal, para fazer a sua aposta.

Na entrada, ele mostrou a palma da mão direita aos jornalistas, onde estavam anotados os números 13, 24 e 25.  Ele justificou que, no caso, o 13 não tem relação com o número do PT, mas com uma sugestão feita por uma senhora, na entrada do Palácio do Alvorada."Não conta para ninguém, não. 13 não é PT, não", disse. "Só fiz duas apostas", acrescentou.

No sábado (22), em café da manhã com jornalistas, Bolsonaro havia afirmado que pretendia apostar na loteria nacional e que pensava em gastar R$ 300. "Só espero que eu não ganhe, senão o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, terá problemas", disse. De acordo com estimativas da Caixa, a Mega-Sena da Virada poderá pagar um prêmio de R$ 300 milhões no concurso do próximo dia 31/12.

Questionado, o presidente não quis responder se conversou com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, após ele ter compartilhado mensagem nas redes sociais que dizia que Bolsonaro traiu Moro. Após Bolsonaro ter sancionado o projeto anticrime, mantendo a criação da figura de um juiz de garantias, o assunto ganhou grande debate no Twitter. Moro defendia o veto desse ponto e apoiadores do governo têm criticado a decisão.

Em decorrência disso, o termo #BolsonaroTraidor se tornou o mais comentado no Twitter na quarta-feira (25). Após a repercussão, o ministro apagou a mensagem e disse que se tratou de um engano.


BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário