sábado, 21 de março de 2020

Israel confirma primeira morte por causa de novo coronavírus


Vítima fatal era um homem, de 88 anos, que estava internado no Hospital Shaarei Tzedek, em Jerusalém. País registra 705 pessoas infectadas

    País do Oriente Médio tem mais de 700 casos confirmados da doença

País do Oriente Médio tem mais de 700 casos confirmados da doença

Ronen Zvulun / Reuters - 18.3.2020
O Ministério da Saúde de Israel confirmou, nesta sexta-feira (20), a primeira morte provocada pelo novo coronavírus. A vítima fatal era um homem, de 88 anos, que estava internado no Hospital Shaarei Tzedek, em Jerusalém. O país registra 705 pessoas infectadas até o momento. 
Um porta-voz do ministério acrescentou que dez outras pessoas contaminadas, incluindo um homem de 45 anos, estão em "estado crítico".
Por outro lado, uma medida que impõe isolamento obrigatório à população está em vigor a partir de hoje em Israel, aprovada por unanimidade na quinta-feira (19) pelo Gabinete de Ministros em uma reunião por telefone.
Israel começou a tomar medidas rigorosas semanas atrás para impedir a propagação do coronavírus. As autoridades locais também informaram hoje que quase meio milhão de pessoas (de uma população total de cerca de nove milhões) pediram ajuda do Serviço Israelense de Emprego desde o início do mês. 
Nos últimos dias, o Exército e os serviços de inteligência Shin Bet e Mosad aumentaram sua participação na luta contra a pandemia, por meio de tarefas como apoio logístico à saúde, fabricação de máscaras, uso de tecnologia avançada para rastrear pacientes e localização de kits de teste no exterior.
A pandemia de coronavírus, que começou na China em dezembro do ano passado e atingiu a Itália, Espanha e Irã, entre outros países, com grande força, está se expandindo rapidamente e já registrou mais de 270.000 infecções e mais de 11.000 mortes, com casos registrado em mais de 180 países

Nenhum comentário:

Postar um comentário