domingo, 31 de maio de 2020

Manifestantes vão as ruas em defesa da democracia

Ato pró-democracia em SP tem confusão e confronto entre manifestantes e PMs; veja


Ato pró-democracia em SP tem confusão e confronto entre manifestantes e PMs; veja
O ato pro-democracia organizado por integrantes de torcidas organizadas terminou em confusão na tarde deste domingo (31), na Avenida Paulista, em São Paulo. Segundo o G1, os participantes do ato entraram em confrontos com policiais militares e manifestantes que faziam outro protesto em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Os policiais utilizaram bomba de gás lacrimogênio para dispersar os torcedores, que revidaram com pedras. Houve correria. Até por volta de 14h35, não havia informações sobre feridos. Inicialmente, estavam no protesto integrantes da torcida organizada Gaviões da Fiel, do Corinthians. Contudo, logo depois houve uma união com torcidas arquirrivais corintianas, do Palmeiras e do Santos

Pelo menos três torcedores foram detidos pela Polícia Militar (PM) e levados a uma delegacia da região.

Veja:


Casos de coronavírus em Alagoinhas aumentam 12x após reabertura do comércio

Casos de coronavírus em Alagoinhas aumentam 12x após reabertura do comércio  
O município de Alagoinhas, localizado no agreste baiano, apresenta 77 casos confirmados da Covid-19, segundo os últimos dados da  Secretaria Municipal de Saúde (SESAU). De acordo com a Vigilância Epidemiológica (VIEP), foi confirmado, neste sábado (30), um novo caso positivo por teste RT-PCR. A paciente, do sexo feminino, tem 56 anos e encontra-se internada em hospital privado do município. 
  
Contudo, também analisando os dados da VIEP é possível verificar que os casos aumentaram em mais de 12 vezes após reabertura do comércio no dia 20 de abril. Até este dia, Alagoinhas tinha seis pessoas infectadas e nenhum óbito registrado. Pouco mais de um mês, a curva disparou para o número atual e com duas mortes. Vale destacar que o comércio é uma das principais fonte de renda do município. No dia 15 de maio, a gestão municipal decretou o toque de recolher apenas durante a noite (veja aqui). Confira: 
  
Foto: Reprodução / VIEP
Para tentar interromper a cadeia de transmissão, a prefeitura tomou medidas restritivas à circulação de pessoas, e decretou, nesta sexta-feira (29), a antecipação de três feriados municipais - São João (24), Emancipação Municipal (dois de julho) e Dia da Consciência Negra (20 de novembro), além do fechamento do comércio no dia oito de junho. Sendo assim, ficará proibida a abertura de lojas - excetos serviços essenciais como supermercados, padarias, açougues, postos de combustíveis, farmácias, com as restrições de horários - nos dias 1º, dois, oito e nove de junho.  
  
Vale destacar que do total de casos positivos registrados, 39 já tiveram cura clínica constatada. A cidade também contabiliza 180 casos descartados por exames, 402 pessoas excluídas do monitoramento e 177 seguem acompanhadas pelas equipes de saúde. De acordo com a SESAU, há 6 pacientes internados: um no Instituto Couto Maia (ICOM) em Salvador, três no Hospital das Clínicas de Alagoinhas (HCA) e dois no Hospital Regional Dantas Bião (HRDB). 

Em família: Primeira-dama de Jaguaquara vai acumular cargo em duas secretarias municipais



Em família: Primeira-dama de Jaguaquara vai acumular cargo em duas secretarias municipais
O prefeito de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, Giuliano Martinelli (PP), optou por um planejamento em família para duas secretarias municipais da cidade. Isto porque ele nomeou a esposa, Geisa Martinelli, para acumular cargo de secretária em duas pastas, conforme consta no diário oficial do município da última sexta-feira (29).

A primeira-dama da cidade foi nomeada para assumir a Secretária Municipal de Desenvolvimento Social. Segundo o Blog Marcos Frahm, ela vai substituir Edione Oliveira (PP), pré-candidata à prefeitura da cidade para suceder o atual gestor. 

Com isso, Geisa foi exonerada da Secretária Municipal de Governo e renomeada no mesmo documento, mas, desta vez, para ficar à frente da pasta de forma interina. 

Na prefeitura de Jaguaquara, o Executivo, opta por manter as relações de administração municipal. O prefeito também é irmão do genro de Edione 
BN

SAJ: Sobe para 26 número de recuperados da COVID-19 no município


 49 CASOS DE COVID-19 NO MUNICÍPIO

*BOLETIM COVID-19*
*SANTO ANTÔNIO DE JESUS – 31/05/2020*

Até às 17h deste domingo (31), Santo Antônio de Jesus registra 49 (quarenta e nove) casos confirmados de COVID-19 (novo coronavírus). Este número contabiliza o total de pacientes recuperados: 26 (vinte e seis) e em isolamento domiciliar: (23) vinte e três.

De acordo com recomendação da OMS, Ministério da Saúde, SESAB e Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o paciente pode ser considerado recuperado, após 14 dias do início dos sintomas e caso esteja assintomático por 72 horas (03 dias). No entanto, é prudente, sempre que possível, continuar mantendo as regras de isolamento e distanciamento social.

Confira o monitoramento dos novos pacientes considerados recuperados:

Paciente 25 - Início dos sintomas: 17/05/ Conclusão do isolamento: 31/05
Paciente 26 - Início dos sintomas: 17/05/ Conclusão do isolamento: 31/05

Dos 02 (dois) pacientes internados que aguardam o resultado de exames e constavam como internados no boletim de 30/05, 01 (um) obteve alta neste domingo (31). Na noite deste sábado (30) mais 02 (dois) pacientes precisaram de medidas de internamento. O número total de pacientes internados aguardando o resultado de exames é 03 (três).

No total, 54 (cinquenta e quatro) pessoas aguardam o resultado de exames, sendo 19 (dezenove) pelo Laboratório Central e 35 (trinta e cinco) por laboratórios privados. 167 (cento e sessenta e sete) pessoas apresentaram resultado negativo, sendo 75 (setenta e cinco) em exames realizados pelo Laboratório Central (LACEN) e 92 (noventa e dois) por laboratórios da rede privada.

PIRÔPO NEWS/ SAJ: URGENTE 49 CASOS DE COVID-19 NO MUNICÍPIO

*BOLETIM COVID-19*
*SANTO ANTÔNIO DE JESUS – 31/05/2020*

Até às 17h deste domingo (31), Santo Antônio de Jesus registra 49 (quarenta e nove) casos confirmados de COVID-19 (novo coronavírus). Este número contabiliza o total de pacientes recuperados: 26 (vinte e seis) e em isolamento domiciliar: (23) vinte e três.

De acordo com recomendação da OMS, Ministério da Saúde, SESAB e Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o paciente pode ser considerado recuperado, após 14 dias do início dos sintomas e caso esteja assintomático por 72 horas (03 dias). No entanto, é prudente, sempre que possível, continuar mantendo as regras de isolamento e distanciamento social.

Confira o monitoramento dos novos pacientes considerados recuperados:

Paciente 25 - Início dos sintomas: 17/05/ Conclusão do isolamento: 31/05
Paciente 26 - Início dos sintomas: 17/05/ Conclusão do isolamento: 31/05

Dos 02 (dois) pacientes internados que aguardam o resultado de exames e constavam como internados no boletim de 30/05, 01 (um) obteve alta neste domingo (31). Na noite deste sábado (30) mais 02 (dois) pacientes precisaram de medidas de internamento. O número total de pacientes internados aguardando o resultado de exames é 03 (três).

No total, 54 (cinquenta e quatro) pessoas aguardam o resultado de exames, sendo 19 (dezenove) pelo Laboratório Central e 35 (trinta e cinco) por laboratórios privados. 167 (cento e sessenta e sete) pessoas apresentaram resultado negativo, sendo 75 (setenta e cinco) em exames realizados pelo Laboratório Central (LACEN) e 92 (noventa e dois) por laboratórios da rede privada.

Bolsonaro aparece vestido com camisa do Vitória em reunião com apoiadores


-
Crédito da Foto: reprodução/redes sociais
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apareceu usando a camisa do Esporte Clube Vitória durante reunião com apoiadores no último sábado (30/5). A peça de roupa foi presente entregue pelo deputado federal Marcelo Brum (PSL-RS), em maio deste ano, e enviado pelo empresário baiano Paulo Gondim, diretor-geral da UniAgro, marca que apoia o rubro-negro.
Bolsonaro já apareceu em outra oportunidade com a camisa do rival do Leão, o Esporte Clube Bahia, presente do vereador baiano Alexandre Aleluia (DEM). O parlamentar chegou a dizer que recebeu ameaças por ter dado a camisa do tricolor ao presidente. 
Bolsonaro foi flagrado passeando em uma moto aquática no Lago Paranoá, próximo ao Palácio da Alvorada, no dia 9 de maio, usando a vestimenta tricolor. O passeio gerou polêmica por conta da pandemia do coronavírus. (Aratu on)

NAZARÉ : Referência no enfrentamento a COVID-19



As pessoas são o maior bem da nossa Cidade!
Pensando nisso, a Prefeitura de Nazaré, desde a chegada do novo coronavírus ao Brasil, não tem medido esforços em proteger ao máximo os nazarenos.
Desde março deste ano, a gestão Uma Nova História de Trabalho tem executado incontáveis medidas de prevenção que evitaram e até hoje evitam a propagação e transmissão da Covid-19 em larga escala.
Da nossa parte, não falta nem faltará empenho. Pedimos então, insistentemente, que toda a população nazarena esteja plenamente consciente de que, para vencer essa batalha, precisaremos nos cuidar ao máximo.
Vamos vencer, juntos!





Natural de Conceição do Almeida morre por Covid-19; homem estava internado em Salvador


Um motorista de ônibus, natural da cidade de Conceição do Almeida, morreu em decorrência ao coronavírus neste domingo (31).  De acordo informações de familiares ao Blog do Valente, o homem de 42 anos, residia na capital baiana e estava internado na UTI de um hospital em Salvador.
Diante das morte  de rodoviários pela doença, o sindicato tem feito cobranças e reivindica a distribuição de equipamentos de proteção individual e a instalação de proteções nos veículos, para minimizar o risco de contágio para cobradores e motoristas.
Salvador se destaca com maior proporção, sendo responsável por 62,92% dos diagnósticos.

NAZARÉ: Prefeitura segue com obras importantes para a população mesmo em meio a pandemia ( VEJA )



Na Bahia a cidade de Nazaré segue dando bons exemplos em gestão municipal, mesmo no período em que a pandemia do Coronavírus atinge todo país. Equipes da Prefeitura de todas as secretarias tem trabalhado dia e noite de domingo a domingo para atender os anseios e demandas da população.
As obras de cobertura do canal da rua 7 de Setembro, está a todo vapor; Finalizada a montagem da malha pop, escoramento e montagem de limitadores, a próxima etapa será a concretagem.
Um sonho antigo dos moradores locais, que vai se tornando realidade. Mais uma importante obra que dará mais dignidade e melhor condição de vida para os moradores.


PIRÔPO NEWS
FOTO: André Ls Borba 





Celso de Mello compara Brasil à Alemanha de Hitler e diz que bolsonaristas querem 'abjeta ditadura'

[Celso de Mello compara Brasil à Alemanha de Hitler e diz que bolsonaristas querem 'abjeta ditadura']



"Guardadas as devidas proporções, o 'ovo da serpente' (...) parece estar prestes a eclodir no Brasil", escreveu o ministro


O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou mensagem a ministros da corte alertando que a "intervenção militar, como pretendida por bolsonaristas e outras lideranças autocráticas que desprezam a liberdade e odeiam a democracia", nada mais é "senão a instauração, no Brasil, de uma desprezível e abjeta ditadura militar!!!!". A mensagem foi enviada aos demais ministros do tribunal na madrugada e obtida pelo site Vortex.
O magistrado, que é o decano da Corte, compara o atual momento vivido pelo Brasil com o da Alemanha sob Adolf Hitler. Celso de Mello é o relator do inquérito que investiga as acusações, feitas pelo ex-ministro Sergio Moro, de que o presidente Jair Bolsonaro teria tentado interferir politicamente na Polícia Federal.

Leia a íntegra da mensagem

“GUARDADAS as devidas proporções, O “OVO DA SERPENTE”, à semelhança do que ocorreu na República de Weimar (1919-1933) , PARECE estar prestes a eclodir NO BRASIL ! É PRECISO RESISTIR À DESTRUIÇÃO DA ORDEM DEMOCRÁTICA, PARA EVITAR O QUE OCORREU NA REPÚBLICA DE WEIMAR QUANDO HITLER, após eleito por voto popular e posteriormente nomeado pelo Presidente Paul von Hindenburg , em 30/01/1933 , COMO CHANCELER (Primeiro Ministro) DA ALEMANHA (“REICHSKANZLER”), NÃO HESITOU EM ROMPER E EM NULIFICAR A PROGRESSISTA , DEMOCRÁTICA E INOVADORA CONSTITUIÇÃO DE WEIMAR, de 11/08/1919 , impondo ao País um sistema totalitário de poder viabilizado pela edição , em março de 1933 , da LEI (nazista) DE CONCESSÃO DE PLENOS PODERES (ou LEI HABILITANTE) que lhe permitiu legislar SEM a intervenção do Parlamento germânico!!!! “INTERVENÇÃO MILITAR”, como pretendida por bolsonaristas e outras lideranças autocráticas que desprezam a liberdade e odeiam a democracia, NADA MAIS SIGNIFICA, na NOVILÍNGUA bolsonarista, SENÃO A INSTAURAÇÃO , no Brasil, DE UMA DESPREZÍVEL E ABJETA DITADURA MILITAR !!!!”

M1 

Pan-Pacífico é adiado de 2022 para 2026 para evitar choque de eventos

Pan-Pacífico é adiado de 2022 para 2026 para evitar choque de eventos


Devido mudanças no calendário esportivo internacional, os países que organizam o Pan-Pacífico decidiram por unanimidade adiar a competição. O evento seria realizado no Canadá em meados de 2022, mas foi postergado para acontecer só em 2026.

Para evitar sobrecarga de eventos em um mesmo ano,  Austrália Canadá, Estados Unidos e Japão optaram por modificar as datas do Pan-Pacífico. Até agora, os Jogos da Commonwealth, foram adiados com previsão de acontecer entre 27 de julho e 7 de agosto de 2022, em Birmingham, na Inglaterra; e o Campeonato Mundial de 2021, que ocorreria em maio, em Fukuoka, no Japão, também teve sua data modificada. Com isso, os organizadores decidiram postergar a competição. 

"Estamos ansiosos para sediar este evento, mas, em geral, todos podem se beneficiar da decisão de adiar o Campeonato Pan Pacífico por quatro anos” anunciou Cheryl Gibson, presidente da Swimming Canada.

“Agora, estamos ansiosos para sediar um grande evento em 2026, acolhendo nossos colegas Austrália, Japão e Equipe EUA, bem como outros convidados de todo o mundo para uma celebração do nosso esporte da melhor forma possível", declarou Gibson.

A categoria Júnior do Pan-Pacífico, que aconteceria este ano, também precisou ser seu calendário alterado. O evento será realizado entre 24 e 27 de agosto de 2022. 

“Continuará sendo um evento de referência no futuro”, destacou a presidente da Swimming Canada. 

EUA chamam Guarda Nacional para conter protestos; país tem 4ª noite de protestos

EUA chamam Guarda Nacional para conter protestos; país tem 4ª noite de protestos
Toda a Guarda Nacional de Minnesota foi ativada pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, após quatro noites de protestos por vezes violentos que se disseminaram em outras cidades americanas, depois da morte de um homem negro por um policial branco de Minneapolis, que se ajoelhou sobre seu pescoço.

O governador de Minnesota, Tim Walz, disse que o destacamento era necessário porque participantes dos atos estavam usando os protestos pela morte de George Floyd para espalhar o caos e que ele esperava que as manifestações da noite de sábado fossem as mais agressivas até agora.

De Minneapolis a Nova York, Atlanta e Washington, manifestantes entraram em conflito com a polícia na noite de sexta-feira (29), em uma onda crescente de raiva em relação ao tratamento de minorias pela polícia.

"Estamos sendo atacados", disse Walz, em uma entrevista coletiva. "A ordem precisa ser restaurada. Vamos usar toda a nossa força da bondade e da Justiça para garantir que isso acabe".

Ele disse que acreditava que um grupo "rigidamente controlado" de agitadores de fora, alguns supremacistas brancos e cartéis de drogas eram culpados pela violência em Minneapolis, mas não entrou em detalhes ao ser questionado por repórteres. Ele afirmou que até 80% dos presos eram de fora do Estado.

O general da Guarda Nacional de Minnesota, Jon Jensen, disse que todos os guardas do Estado foram ativados e que 2,5 mil deles seriam mobilizados até o meio-dia. "Significa que colocamos tudo que temos", de acordo com a Agência Brasil.

As manifestações entraram em sua quarta noite, apesar de promotores terem anunciado, na sexta-feira, que o policial filmado ajoelhando-se no pescoço de Floyd, Derek Chauvin, foi preso sob acusações de assassinato em terceiro grau e homicídio culposo.

Outros três policiais foram demitidos e estão sendo investigados por conexão com o incidente de segunda-feira, que reacendeu a raiva que ativistas de direitos civis dizem que há muito tempo ferve em Minneapolis e cidades ao redor do país, por causa do preconceito racional do sistema judiciário criminal dos EUA.

Robinson se solidariza com agentes de saúde, cobra EPIs e planos da prefeitura para categoria



O deputado estadual Robinson Almeida (PT) se solidarizou, neste domingo (31), com os agentes de saúde e de combate a endemias e cobrou da prefeitura de Salvador um plano de trabalho que garanta aos trabalhadores Equipamentos de Proteção Individual e a retirada “imediata” da linha de frente do trabalho daqueles que são do grupo de risco, como hipertensos, diabéticos e asmáticos. Apenas no mês de maio, a categoria registrou a perda de três trabalhadores para a Covid-19.
“Meus sentimentos de pesar a família de Jacome Eduardo, de Janete Santos e de Fracisco Odelito Santana, que perderam suas vidas na pandemia para o Coronavírus. Minha solidariedade a toda categoria que presta um serviço tão importante à saúde e à vida em nossa cidade. Por isso, é importante que a prefeitura de Salvador apresente um plano de trabalho que garanta segurança e proteção a esses trabalhadores, tão essenciais a atenção básica de saúde e no combate ao aedes aegypti que também assola o município nesse momento crítico”, afirmou o parlamentar.
Segundo o sindicato dos Agentes de Saúde e de Combate a Endemias, em Salvador há 25 agentes comunitários e 15 agentes de endemias com o coronavírus. Para Robinson, os dados são preocupantes.
“Não podemos continuar a perder vidas, vidas estas que poderiam ser salvas com um plano de trabalho bem elaborado e a licença imediata, para o home office, dos trabalhadores que possuem doenças crônicas e são, portanto, do grupo de risco. É importante que a gestão municipal desenvolva, apresente e aplique logo esse plano, porque ninguém quer mais chorar a perdas de vidas”, enfatizou o deputado.
*Ascom Deputado Robinson Almeida

Feira de Santana: Colbert prorroga fechamento do comércio por mais 7 dias

Feira de Santana: Colbert prorroga fechamento do comércio por mais 7 dias

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), prorrogou o fechamento de estabelecimentos comerciais e serviços na cidade até o dia 08 de junho. O decreto municipal foi publicado neste domingo (31) e busca aumentar o distanciamento social em razão da pandemia da Covid-19.

"Analisando os números e sempre preocupado em preservar a saúde de nossa gente, onde o distanciamento social se faz necessário, decidimos prorrogar até dia 08/06", disse em publicação no Twitter.

Eduardo Bolsonaro nega ameaça e diz que ministros do STF forçam instabilidade ( VÍDEO )


O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL) negou neste sábado (30.mai.2020) que tenha ameaçado uma ruptura da ordem democrática e disse que os ministros Alexandre de Moraes e Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal) forçam uma instabilidade política contra o Executivo e o Legislativo.
Ele comentou o pedido de investigação do ministro do STF Celso de Mello por crime de incitação à subversão da ordem política ou social. O magistrado pediu à Procuradoria-Geral para investigar o filho do presidente por crime contra a Segurança Nacional.
Na 5ª feira (28.mai), Eduardo afirmou que a questão era mais “se, mas de quando isso vai ocorrer” em referência a uma ruptura entre os Três Poderes. “Se a gente mantiver essa postura colaborativa, amanhã eles vão entrar na nossa casa”, completou. Também disse ser necessário “começar a tomar algumas atitudes” em relação ao Poder Judiciário.
Assista ao vídeo do deputado (5min30seg):
No vídeo deste sábado, o congressista lembra que tem imunidade parlamentar, o que o dá direito para expressar suas opiniões. Leu o Artigo 53 da Constituição, que diz que “os deputados e senadores são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos”.
Afirmou ainda que a imunidade é instrumento do deputado para que não fique com “medo de falar, de expressar sua opinião”“A atitude do Celso de Mello vai na contramão do ofício de 1 deputado”, declarou.
O filho do presidente Jair Bolsonaro afirmou também que a atitude do ministro é ruim para o eleitor, que pode “acabar não conhecendo como aquele deputado pensa”“A cada 4 anos, ao contrário do ministro Celso de Mello, o eleitor vai ter a oportunidade de me tirar do jogo político”, disse.
Ao justificar o comentário anterior, Eduardo afirmou que quer “evitar que ocorra uma ditadura” no país. “Não existe nenhuma ameaça e nem sequer um desejo meu de que venha a existir uma situação de instabilidade política. No vídeo, eu deixo bem claro que o que eu quero é evitar que ocorra uma ditadura. Eu não quero que o Brasil vire uma Venezuela e é por isso que eu estou atentando as pessoas, segundo o meu ponto de vista, segundo a minha opinião”, declarou.
Em live, o deputado federal Eduardo Bolsonaro citou que haveria “ruptura” político-institucional, depois de discordar de decisões do Judiciário
Reprodução/Youtube
Eduardo Bolsonaro declarou ainda que Celso de Mello e Alexandre de Moraes insistem “a todo momento” querer intervir no Poder Executivo e passou a fazer o mesmo procedimento no Legislativo, “vindo para cima do meu mandato e desrespeitando o deputado mais votado da história do Brasil”.
Disse ainda que não é possível ignorar os fatos das interferências e que só quer ter “paz para trabalhar”“O que o povo precisa é de suas autoridade, tanto do STF, quanto do Executivo e Legislativo focadas na resolução desses problemas da pandemia [de covid-19]”, falou. “A gente não pode dar margem para que durante essa pandemia, venham a aplicar qualquer tipo de medida contra o presidente da Republica de maneira arbitrária ou contra qualquer parlamentar que seja”.
PODER 360

Brasil confirma 500 mil casos de Covid-19 menos de 100 dias depois do 1° anúncio

-

O Brasil superou neste domingo (31) os 500 mil casos registrados de Covid-19, menos de 100 dias após a confirmação do primeiro registro. 
Segundo levantamento do portal G1 junto às secretarias estaduais de saúde, já são 501.985 casos da doença no país, com 28.872 mortes. O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado ontem (30), informou 28.834 mortos e 498.440 casos.
Ontem, o Brasil passou a França em número de mortes pela Covid-19, se tornando o quarto país no ranking da Universidade Johns Hopkins. O Brasil também é o segundo país no mundo em número de casos confirmados, atrás apenas dos Estados Unidos. (Metro1)

Após recorde diário, RJ supera os 50 mil de Covid-19, mas pensa em reabertura

Após recorde diário, RJ supera os 50 mil de Covid-19, mas pensa em reabertura
O Rio de Janeiro superou neste sábado (30) a marca dos 50 mil casos confirmados do novo coronavírus, sem sinais claros de estabilização da doença. Mesmo assim, estado e prefeituras já falam em flexibilização da quarentena.

Os dados atualizados no painel da Secretaria Estadual de Saúde registram 52.420 infectados e 5.277 mortes até agora --fora os mais de mil óbitos ainda em investigação--, o que mantém os fluminenses em segundo lugar no país, atrás apenas de São Paulo.

Os números atualizados deste sábado ainda mostram 4.467 novos casos nas últimas 24 horas, maior cifra desde o início da pandemia.

Para se ter uma dimensão, recentemente o estado ultrapassou sozinho a quantidade de mortos de China (4.638) e Índia (4.980) pela doença, de acordo com dados da universidade americana Johns Hopkins desta sexta (28).

Assim como aconteceu por todo o Brasil, a doença começou atingindo fortemente a capital e foi se espalhando ao longo dos últimos dois meses e meio. Hoje, 91 dos 92 municípios do RJ têm casos confirmados e 63 registram mortes.

A região metropolitana, porém, ainda é onde se concentra a parte massiva dos infectados: junto com a cidade do Rio, ela representa 8 em cada 10 casos e 9 em cada 10 mortos. Os piores municípios são Niterói, Nova Iguaçu, Duque de Caxias e São Gonçalo.

"O que acontece na capital acontece nos municípios em volta uma ou duas semanas depois", diz Christovam Barcellos, geógrafo e sanitarista da Fiocruz. Ele é um dos responsáveis pela ferramenta MonitoraCovid19 e vem acompanhando os dados estaduais e nacionais diariamente.

"Não há nenhum sinal de estabilização. Assim como a cidade do Rio exportou a doença para municípios vizinhos, pode receber doentes se não houver controle", afirma, acrescentando que nenhum município tem ainda níveis seguros para a reabertura da economia.

Niterói, que havia adotado uma das quarentenas mais rígidas do estado, reabriu parte do comércio na última semana. Duque de Caxias, a segunda com mais mortes, decretou a retomada na segunda (25). A iniciativa, porém, foi barrada pela Justiça.

Na capital, a doença começou pela zona sul e agora se espalhou por toda a cidade. Copacabana, que tem alta densidade populacional e muita circulação, continua com o maior número de casos (1.280). O campeão de mortes (202), porém, é Campo Grande, bairro dominado pela milícia no extremo oeste da cidade.

Contrariando recomendações de lockdown (restrição total de circulação) por especialistas do estado, o governador Wilson Witzel (PSC) e o prefeito carioca Marcelo Crivella (Republicanos) fazem acenos à flexibilização da quarentena.

Crivella tem se reunido com seu comitê científico para discutir um plano, ainda não divulgado. Ele aconteceria em seis fases, de 15 dias prorrogáveis, que liberariam atividades de acordo com a sua relevância econômica e seu risco de contágio.

Na última semana ele declarou que "nós não podemos negar, nós dominamos a pandemia". Também disse que a curva está caindo, citando notificações diárias de casos e óbitos, um dado que pode variar largamente de um dia para o outro.

Já Witzel apresentou há cerca de dez dias um plano que define critérios para o estado classificar semanalmente as cidades com as bandeiras vermelha (restrição), amarela (flexibilização) ou verde (normalização). A decisão das medidas, no entanto, ficará a cargo das prefeituras.

Cidades com mais de 90% dos leitos de UTI ocupados devem manter as restrições atuais; as que têm ocupação entre 70% e 90% e média de crescimento negativa de casos podem reabrir shoppings, academias, transporte intermunicipal etc. E as com ocupação abaixo de 70% e também média negativa podem liberar tudo.

"Nós da Fiocruz estamos recomendando e repetindo que não se pode basear a flexibilização em um ou dois indicadores, sem a certeza absoluta de que há queda na transmissão. É preciso um conjunto enorme de índices: letalidade, internação, vagas em hospitais, disponibilidade de testes, adesão a políticas de isolamento etc.", critica Barcellos.

Uma queda da média de novos casos nos últimos dias observada na capital, por exemplo, não é suficiente para confirmar uma tendência, afirma ele. "É um risco muito alto basear a flexibilização numa queda pontual, não dá para chamar isso de pico", diz. "Países da Europa só começaram a reabertura depois de um mês do pico confirmado."

O sistema de saúde do Rio chegou perto de um colapso no início de maio, com quase 100% das vagas de terapia intensivas reservadas para o coronavírus cheias. Agora, a taxa de ocupação tem variado entre 80% e 90% no estado (rede estadual) e na capital (rede pública como um todo).

Mais de 200 pacientes fluminenses, porém, ainda aguardam na fila por esses leitos. O estado vive um grande imbróglio com sete hospitais de campanha que haviam sido prometidos para abril e até agora não foram entregues, tudo isso no meio de uma série de suspeitas de fraudes que chegaram na cúpula da Secretaria de Saúde e até no governador.
FOLHAPRESS

Grupo pró-Bolsonaro protesta em frente ao STF com tochas e máscaras de filme de terror ( VEJA )

Grupo pró-Bolsonaro protesta em frente ao STF com tochas e máscaras
Um grupo de pessoas mascaradas carregando tochas protestou no início da madrugada deste domingo (31) em frente ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Os manifestantes eram liderados por Sara Winter, investigada no inquérito contra fake news que tramita no STF (Supremo Tribunal Federal).

Ela é um dos líderes do chamado movimento "Os 300 do Brasil", formado por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que acampam em Brasília.

Com máscaras, roupas pretas e tochas, o grupo, formado por poucas dezenas de pessoas, desceu a Esplanada e, segundo imagens divulgadas por eles nas redes, se posicionou em frente ao Supremo.

"Viemos cobrar, o STF não vai nos calar", gritavam.

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, relator do inquérito das fake news foi o principal alvo deles: "Ministro covarde, queremos liberdade. Inconstitucional, Alexandre imoral".

O acampamento chamado Os 300 do Brasil, do qual Sara Winter é líder, tem participantes armados, como a própria coordenadora afirmou em entrevista à Folha de S.Paulo. Ela disse, contudo, que as armas são apenas para autodefesa. O porte de armas em manifestações é proibido pela Constituição.

Um dos objetivos do grupo é treinar militantes dispostos a defender o governo Bolsonaro. A ativista também teve breve passagem pelo Ministério dos Direitos Humanos, cuja titular é Damares Alves.

O grupo passou a ser investigado pela Procuradoria-Geral da República, no âmbito do inquérito instaurado no fim de abril para apurar as recentes manifestações antidemocráticas. A apuração foi autorizada também pelo ministro Alexandre de Moraes.

A organização liderada por Sara refuta o suposto caráter violento do movimento e rejeita o rótulo de milícia armada. Os integrantes têm feito acampamentos em Brasília. São mais de 700 membros em diversas partes do Brasil, de acordo com o comando do grupo.
bn