quarta-feira, 20 de maio de 2020

Número 2 da PF muda depoimento e afirma que foi procurado por Ramagem para assumir cargo

[Número 2 da PF muda depoimento e afirma que foi procurado por Ramagem para assumir cargo]

Segundo o relatório do primeiro depoimento prestado por Sousa, ele disse que "ninguém" o havia procurado sobre assumir o cargo de diretor-executivo



O novo diretor-executivo da Polícia Federal, Carlos Henrique de Sousa, afirmou hoje (19) em depoimento que foi procurado no dia 27 de abril pelo diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem, sobre a possibilidade de assumir o segundo posto na hierarquia da PF. A informação foi divulgada pelo G1.
Conforme o relatório do primeiro depoimento prestado por Sousa, ele disse que "ninguém" o havia procurado sobre assumir o cargo de diretor-executivo. Mas, segundo o relatório do novo depoimento, pediu para mudar a versão e informou que Ramagem o procurou.
Sousa prestou os depoimentos no inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro interferiu na Polícia Federal.
O relatório do depoimento informa que "o depoente [Sousa] gostaria de esclarecer que foi procurado no dia 27 de abril do corrente ano pelo delegado de polícia Alexandre Ramagem, que perguntou para ele, depoente, se aceitaria ser diretor-executivo da Polícia Federal durante sua gestão; que o depoente afirmou que aceitaria". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário