quarta-feira, 6 de maio de 2020

TRF-4 mantém condenação de Lula em segunda instância por conta do sítio em Atibaia


TRF-4 mantém condenação de Lula em segunda instância por conta do sítio em Atibaia
Fotos: Ricardo Stuckert
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou recurso nesta quarta-feira (6) da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e manteve a condenação do petista, em segunda instância, por conta do sítio em Atibaia, no âmbito da Operação Lava Jato. A decisão foi unânime.

Com isso, Lula permanece com a condenação pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro, com pena de 17 anos, um mês e 10 dias de reclusão em regime inicial fechado e pagamento de 422 dias-multa (com valor unitário do dia-multa de 2 salários mínimos).

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a sessão aconteceu de forma remota. O julgamento teve início no dia 27 de abril. O ex-presidente da República foi condenado em novembro do ano passado em segunda instância.

Esse é o segundo processo em que Lula responde na Justiça Federal após investigações na Lava Jato. O primeiro foi o caso Triplex, pelo qual foi condenado e preso, de abril de 2018 a novembro de 2019. No entanto, após o Supremo Tribunal Federal (STF) revogar a prisão em segunda instância, também em novembro de 2019, o petista foi solto e aguarda o seguimento dos processos na Justiça

Nenhum comentário:

Postar um comentário