terça-feira, 22 de setembro de 2020

'Somos vítimas de campanha de desinformação sobre Pantanal e Amazônia', diz Bolsonaro na ONU

 

Foto : Marcos Corrêa/PR

Em discurso gravado e exibido hoje (22), na abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil se destaca na preservação ambiental e é vítima de "uma das mais brutais campanhas de desinformação sobre a Amazônia e o Pantanal".

Segundo o chefe do Executivo nacional, o agronegócio "continua pujante e, acima de tudo, possuindo e respeitando a melhor legislação ambiental do planeta". Ele ainda responsabilizou "o caboclo e o índio" pelos incêndios registrados nas florestas, além de afirmar que "nossa floresta é úmida e não permite a propagação do fogo em seu interior".

A fala contrasta com os dados divulgados nas últimas semanas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que apontou recordes de desmatamento na Amazônia e no Pantanal.

Bolsonaro ainda falou sobre a situação da pandemia no país e voltou a dizer que a imprensa brasileira "politizou o vírus, disseminando o pânico entre a população". "Sob o lema 'fique em casa' e 'a economia a gente vê depois', quase trouxeram o caos social ao país", disse.



Metro1


Nenhum comentário:

Postar um comentário