sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Partiu Salvador: Revista Forbes cita capital como destino turístico pela 2ª vez


 Partiu Salvador: Revista Forbes cita capital como destino turístico pela 2ª vez

Com destaque para o boêmio bairro do Rio Vermelho, que tanto encantou Caymmi e Jorge Amado, dentre outros astros da constelação de artistas exportados pela Bahia, a revista norte-americana Forbes voltou a citar Salvador em publicação sobre melhores destinos turísticos pós-advento da vacina contra o coronavírus. A publicação foi feita nesta quarta-feira (20). 

 

Outras localidades históricas da capital, como a Vitória, Graça, Barra e Ondina, ajudaram o jornalista John Oseid a traçar um mapa único dos principais atrativos da cidade. Encantado com a Casa do Rio Vermelho, lar de Jorge Amado e Zélia Gattai, o norte-americano citou que “o lugar está repleto de itens pessoais, cartas, documentos e até mesmo as cinzas do casal, além de lembranças de toda parte do mundo, trazida por amigos internacionais”.

 

Na semana passada, Oseid sentenciou que Salvador combina cultura e gastronomia, agradando paladares variados. A publicação intitulada “Carnival And Cuisine In Salvador, Bahia’s Old Town”, dentre outras coisas, ressalta as impressões do autor sobre os sítios históricos, em especial o Pelourinho, a culinária, as iguarias etílicas do Cravinho e, claro, a simpatia do baiano que, mesmo em tempos de pandemia, segue como um diferencial que cativa nove entre dez visitantes da capital baiana.

 

A referência midiática internacional ao potencial turístico de Salvador segue uma tendência que, nos últimos anos, teve ressonância em veículos de grande circulação e reconhecimento, como o jornal The New York Times, a revista National Geographic e a Condé Nast Traveller. “É gratificante, após oito anos de trabalho intenso, ver que os frutos deste investimento estão sendo colhidos por trabalhos publicados mundo afora”, celebra o titular da pasta de Cultura e Turismo (Secult) de Salvador, Fábio Mota.

 

Lamentando a suspensão do Carnaval, embora já projete nova visita para a folia em 2022, Oseid destacou a importância de Salvador como “berço de grande parte da cultura do país, da comida e das raízes afro-brasileiras, música e carnaval”, ressaltando a diversidade de ritmos e o trio elétrico. Belezas naturais, como a Baía de Todos-os-Santos, restaurantes de opções variadas que o jornalista pode conferir ao longo da costa soteropolitana, passando por Itapuã, Avenida Contorno e pela Ilha dos Frades, por exemplo, também são destaques da publicação.

 

A reportagem citou ainda a Casa do Carnaval, a beleza única das igrejas e das diferentes culturas religiosas que se misturam em locais como a igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Pelourinho. Como um explorador descobrindo um novo mundo, o autor percorreu vielas e ladeiras, apresentando ao leitor uma Salvador que a seus olhos se expõe bela, inédita e antiga, embora com um ar renovado pela conservação e espírito de festa e respeito às tradições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário