segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Feira: Com mais 90% de UTIs Covid ocupadas, prefeito diz que cidade vive 'pior momento'

Feira: Com mais 90% de UTIs Covid ocupadas, prefeito diz que cidade vive 'pior momento'

Com praticamente 90% dos leitos destinados ao tratamento intensivo da Covid-19 ocupados na cidade de Feira de Santana, o prefeito Colbert Martins (MDB) diz que, se necessário, novas medidas de restrições de atividades serão aplicadas no município. O gestor atribui o início da vacinação contra a doença e o período de férias a um maior relaxamento das ações de combate ao coronavírus por parte da população. 

 
Ao Bahia Notícias, Colbert disse que a cidade vive o pior momento desde julho do ano passado, quando registrou os mais altos índices da pandemia.  Nesta segunda-feira (15), do total de 18 leitos de tratamento intenso (UTI) do hospital de campanha do município, estão ocupados 16. 
 
Até então, 446 pessoas já morreram pela doença. “Estamos com praticamente 90% de ocupação. Os leitos clínicos que são 35 estão com 20 pessoas internadas, coisa que não acontece há mais de sete meses. Então estamos com 36 pessoas internadas e muitas dessas pessoas que vão para leitos clínicos, quando agravam tem que ir para UTI, estamos com um risco muito grande”, disse.
 
Com receio de esgotar a capacidade de leitos da cidade, o gestor disse que no passo em que os casos vem evoluindo, há possibilidade de se chegar em um nível de falta de capacidade de administrar a situação. “Nós estamos chamando atenção da população. Se for necessário fechar todas atividades para poder reduzir a quantidade de pessoas circulando, nós vamos fazer. Já fizemos algumas vezes e podemos ter que fazer novamente, desde a restrição das atividades noturnas, até durante o dia”, disse. 
 
Para o prefeito, há falta de entendimento por parte da população de que a doença ainda circula no município. Ele defende que houve  um relaxamento em razão do inicio da vacinação. “Isso fez com que muitas pessoas achassem que a vacina já chegou para todos, mas não chegou. A vacina está chegando para poucas pessoas, mas em razão disso, muita gente está se expondo. Também estamos em um período de férias, o que faz com que muita gente saia da cidade e volte depois aumentando o índice de contaminação”, disse. 
 
Lembrando que a cidade já teve que restringir atividades nos bairros do Tomba e do Sim, que continuam figurando com o maior número de casos registrados de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o prefeito fez um apelo. “Queremos que as pessoas possam se vacinar. Se as pessoas não se cuidarem, muita gente não vai ter nem a perspectiva de tomar a vacina, por tanto, nessa hora cabe a cada um preservar sua vida e a do próximo”, finalizou. 
 
De acordo com o boletim emitido neste domingo (14) pela SMS de Feira de Santana, desde o início da pandemia até então 24.161 pessoas tiveram a doença. Deste total, 22.426 pessoas se curaram, e outros 446 óbitos foram registrados

Nenhum comentário:

Postar um comentário