terça-feira, 2 de março de 2021

Após reunião com líderes empresariais, Bruno Reis obtém apoio para prorrogar 'lockdown'

 


Após reunião com líderes empresariais, Bruno Reis obtém apoio para prorrogar 'lockdown'

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), promoveu uma reunião virtual com representantes das áreas do turismo, serviços e comércio, nesta segunda-feira (1). O objetivo do encontro foi angariar apoio com dos diversos setores para manter a suspensão das atividades até o próximo domingo (7). Reis ainda irá dialogar com prefeitos da região metropolitana e o governador Rui Costa (PT). 

 

A expectativa dos empresários é que, apesar da ampliação do período de restrições, na próxima segunda-feira (8), as atividades possam ser retomadas. "O prefeito está muito preocupado. Existe um colapso iminente da saúde que precisa ser revertido. Ele vê a situação de ampliar o lockdown até domingo. O prejuízo é grande para qualquer dos cenários, mas é menor adiando até domingo. Assim os empresários podem negociar até domingo. Se planejar", disse Mário Dantas, presidente da Associação Comercial da Bahia.

 

"A prioridade é a vacina. A prioridade também é a vida e a saída para isso é a vacina. É preservar vidas e permitir que a economia retome. O prefeito entrou em um consórcio de prefeituras para comprar vacinas. Para mais rápido sair dessa situação. Ele pactuou a criação de um comitê de crise. Vai ser liderada por Mila Paes (SEMDEC) e por Luis Carreira (Casa Civil), com lideranças empresariais", comentou.

 

No último domingo (28) o Governo da Bahia e a prefeitura de Salvador decidiram estender a ampliação das medidas restritivas por mais dois dias, após um fechamento de atividades não essenciais entre as 17h da última sexta-feira (26) e as 5h desta segunda (1º). Com a decisão, apenas serviços essenciais vão continuar funcionando em toda a Bahia - exceto o Oeste, o Norte e o Nordeste - até a próxima terça-feira (2) .

 

Além dessa proibição, a prefeitura de Salvador prorrogou por mais sete dias o decreto que interdita praias da capital baiana . Apesar disso, a venda de bebidas alcoólicas na Bahia voltou a ser permitida 

Nenhum comentário:

Postar um comentário