domingo, 18 de abril de 2021

Total de mortos por Covid-19 no mundo passa de 3 milhões

 


A Covid-19 matou mais de três milhões de pessoas em todo mundo desde que foi detectado no final de 2019 e continua se propagando, apesar das restrições e das campanhas de vacinação, que avançam muito lentamente em alguns países.

Na última semana, registrou-se uma média de 12.000 óbitos diários por coronavírus no mundo todo, uma tendência que levou o total para 3.000.955 mortos reportados, de acordo com balanço da AFP, deste sábado (17), com base em fontes oficiais. Desde o início da pandemia, são mais de 139 milhões de casos de Covid-19 ao redor do mundo.

No Brasil, o segundo país mais atingido do planeta, com 368.749 falecidos, são cerca de 3.000 mortes por dia, ou seja, quase 25% do total de falecimentos anunciados diariamente em todo mundo. Este número é mais do que o dobro do registrado em meados de fevereiro.

Na sexta-feira (16), houve um recorde de casos diários no mundo, com 829.596 infecções, ainda de acordo com o balanço da AFP.

Neste dia, na Argentina, também se reportou um máximo de infecções diárias, 29.472, metade delas na área metropolitana de Buenos Aires.

A pandemia está em "um ponto crítico", alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) na segunda-feira passada, com grandes diferenças entre países como Israel, que conseguiram contê-la graças a uma intensa campanha de vacinação, e outros, como Índia, que estão enfrentando uma escalada de mortes e contágios.

Este quadro levou ao reforço de medidas restritivas em grande parte do mundo, na tentativa de conter as transmissões.

A capital da Índia, Nova Délhi, iniciou neste sábado um confinamento de fim de semana, depois de registrar 234.000 contágios e 1.341 óbitos.

Na Índia, registra-se o triplo de casos diários que nos Estados Unidos, o país mais afetado no mundo pelo coronavírus, com 566.224 mortes. A situação aumenta a cada dia a pressão sobre os hospitais indianos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário