OLIMPÍADAS



quinta-feira, 27 de maio de 2021

JOGADOR BAIANO É VÍTIMA DE RACISMO NA ITÁLIA


JOGADOR BAIANO É VÍTIMA DE RACISMO NA ITÁLIA

Informações do A Tarde.

Atacante do Tigullio F.C-ITA, o jogador baiano Carlos Kayan, de 26 anos, protagonizou mais um triste episódio de racismo no futebol durante a derrota por 2 a 1 do seu time diante da Fiorentina, em confronto válido pela 3° divisão do Campeonato Italiano, no último sábado, 22.

Em contato com o Portal A TARDE, o atleta revelou que foi chamado de 'preto nojento' , em italiano, enquanto deixava o gramado do estádio, em direção ao vestiário, em Chiavari é uma comuna italiana da região da Ligúria, província de Génova.

"Estava saindo do campo e, quando eu olhei para trás, esse cara falou: 'baixa a cabeça e vai para lá, seu preto nojento", disse o jogador, que já mora no país há 9 anos e possui cidadania italiana.  Ainda conforme Kayan, ele tentou partir para cima do adversário, mas foi contido pelos companheiros. 

Questionado pela árbitra da partida, o atleta revela o seu desejo para o desfecho do caso, que, segundo ele, está sob o comando da equipe italiana. "O presidente está tomando as medidas cabiveís. Deixei tudo nas mãos dele e dos dirigentes. Não quero dinheiro nem nada, só quero que ele seja punido", afirma.

Relevado pelo Atlântico, de Lauro de Freitas, Kayan possui passagens pelo Bahia, Itaúna-MG, Savona-ITA, Vado-F.C, Rapallo-ITA, Paradiso-SUI, Lusiadas-SUI e Latina-ITA.


o tabuleiro 

Nenhum comentário:

Postar um comentário