OLIMPÍADAS


sábado, 17 de julho de 2021

Lote com 600 mil doses de vacina da Pfizer ficou parado durante 4 dias em depósito de aeroporto em SP

Lote com 600 mil doses de vacina da Pfizer ficou parado durante 4 dias em depósito de aeroporto em SP
Foto: Ministério da Saúde

 

Um lote de 600 mil doses de vacinas da Pfizer ficou parado em depósito do Ministério da Saúde localizado ao lado do aeroporto de Guarulhos de segunda (12) a quinta-feira (15), informa a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, neste sábado (17).

Segundo a publicação, a carga foi liberada na noite da quinta-feira, sob justificativa da Anvisa de que o processo dependia de cumprimento de pendências por parte do importador.

Em nota, a agência afirma que "a fim de agilizar o recebimento de vacinas no Brasil, todos os lotes importados são desembaraçados pela Anvisa no mesmo dia, mesmo que faltem documentos, mediante assinatura de TRG [Termo de Guarda e Responsabilidade], sob responsabilidade do importador."

De acordo com a coluna, a demora fora do comum causou apreensão em secretários de Saúde, que aguardavam as vacinas para dar continuidade ao processo de imunização em seus estados.

Em nota, o Ministério da Saúde afirma que "assim que desembarcaram em Guarulhos, as doses seguiram para o processo de checagem de temperatura, feito dentro do período esperado. Depois da análise do laboratório, em conjunto com técnicos do Ministério, houve tentativa de enviar os documentos na segunda-feira (12), mas o sistema da Anvisa estava fora do ar. O processo seguiu na terça-feira (13) e foi liberado pela agência reguladora dois dias depois."





Metro1 

Nenhum comentário:

Postar um comentário