OLIMPÍADAS


quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Mãe e filha denunciam médico por assédio durante consulta em Salvador: 'Pegou na minha mão e levou na genitália dele'

 


Denúncia aponta que além de assediar verbalmente, ele tentou agarrar e rasgou a roupa de uma das vítimas. Caso aconteceu no Instituto de Dermatologia e Alergia da Bahia, no bairro do Canela.


A Polícia Civil pediu a prisão preventiva de um médico por suspeita de assediar sexualmente uma paciente e a filha dela, durante uma consulta, em um clínica de dermatologia, no bairro do Canela, em Salvador. Segundo a denúncia, além de assediar verbalmente, ele tentou agarrar e rasgou a roupa de uma das vítimas. 

A vítima, que tem 40 anos, mas preferiu não mostrar o rosto por medo de represálias, conta que o caso aconteceu no dia 11 de agosto, quando acompanhava a filha em uma consulta no Instituto de Dermatologia e Alergia da Bahia.

A situação ocorreu depois que a jovem, de 23 anos, deixou a sala do médico Carlos Soares de Almeida para fazer um exame.

"O médico, o tempo todo, falando pornografia. Aí, eu ligeiramente falei: o que é isso doutro? Me levantei porque fiquei com medo", disse.

"Fui em direção a porta, aí ele foi em direção porta, me pegou pelo braço e falou: 'não, espera'. Arrastou meu macacão, que até então eu não sabia que tinha rasgado e eu disse: 'Não, quero sair", contou a mulher.

Vítima conta que médico rasgou roupa dela — Foto: Reprodução / TV Bahia
Vítima conta que médico rasgou roupa dela — Foto: Reprodução / TV Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário