Últimas Notícias

Médium é preso em SP acusado de assediar pelo menos seis mulheres

 


Homem teria realizado abusos com a ajuda de funcionárias em Sorocaba. Delegado diz que mais vítimas devem surgir


A Polícia Civil de São Paulo prendeu um médium suspeito de abusar sexualmente de pelo menos seis mulheres durante supostos atendimentos espirituais em Sorocaba, no interior do estado. As denúncias, de vítimas entre 24 e 40 anos, começaram a chegar há dois meses aos policiais, que cumpriram nesta terça-feira (18) uma operação contra o homem. As informações são da Record TV.

Segundo os relatos, os assédios aconteciam em uma sala privada onde o homem atendia, no bairro Jardim Zulmira, zona norte de Sorocaba. A maior parte das mulheres buscava ajuda espiritual para lidar com problemas de saúde moderados ou graves. 

Outras duas mulheres, funcionárias do médium, auxiliavam os rituais e sabiam dos assédios, apontam as investigações. Elas também foram presas na operação do Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais) de Sorocaba. 

Em depoimento aos policiais, o médium negou todas as denúncias das mulheres e disse ser inocente. O conteúdo dos depoimentos das supostas cúmplices não foi revelado. O delegado Rodrigo Ayres da Silva, que investiga o caso, acredita que mais vítimas devem procurar a delegacia para denunciar o homem após a repercussão do caso.

"A pessoa obviamente vai perceber que está sendo abusada. Só que ela às vezes se encontra em uma situação emocional tão abalada que acaba se deixando levar e depois que aconteceu a situação ela muitas vezes deixa de procurar a polícia. Seja por vergonha, seja porque ela não entendeu muito bem aquela situação", afirmou. 




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem



header ads