Últimas Notícias

CAFÉ COM PIRÔPO: Racismo e segregação

 


Café especial para a Rádio RCA FM Programa SE LIGA 

racismo no Brasil não é praticado de forma velada, mas sim escancarada, especialmente considerando os aspectos estruturais e institucionais. As oportunidades no mercado de trabalho, a distribuição de renda, o percentual da população carcerária e as condições desiguais de moradia. No passado os  europeus implantavam na  sociedade que os negros eram uma raça inferior,  na lógica eles queriam um álibe para explorar um semelhante,  de forma que não fosse classificado como semelhante.

Nos livros de história,  todos nós acompanhamos a luta pela libertação do povo escravizado e hoje ainda falta muito para uma reparação por danos imensuráveis que nossos antepassados sofreram. E o racismo é justamente praticado por indivíduos que certamente se vivessem em épocas passadas,  seriam apoiadores do crime da escravidão , que foram acometidos povos de origem africana.

O caso que aconteceu essa semana,  com jovens atletas do Jiu-Jitsu em Salvador,  acende um alerta,  para que possamos lutar por igualdade,  seja por raça,  opção sexual,  ou situação sócio econômica.

O racismo e a segregação é praticado diariamente no Brasil,  precisamos identificar e dar um basta nessa afronta a humanidade.

A Lei 7.716/89, conhecida com Lei do Racismo, pune todo tipo de discriminação ou preconceito, seja de origem, raça, sexo, cor, idade. Em seu artigo 3º, a lei prevê como conduta ilícita o ato de impedir ou dificultar que alguém tenha acesso a cargo público ou seja promovido, tendo como motivação o preconceito ou discriminação. Por exemplo, não deixar que uma pessoa assuma determinado cargo por conta de raça ou gênero. A pena prevista é de 2 a 5 anos de reclusão.


Veja aqui  a  matéria completa dos  atletas de Jiu-Jitsu,  vítimas de racismo e agressões no Big Mercado do Shopping Salvador.   



Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem



header ads