Últimas Notícias

Lula critica ‘dolarização’ dos combustíveis e repete alerta sobre Eletrobras

"Não há necessidade de se vender um patrimônio construído pelo povo", disse o petista

Foto: Reprodução, Youtube/Podpah

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), repetiu, nesta terça-feira (22), o alerta para os investidores sobre a privatização da Eletrobras “a preço de banana”. Durante uma entrevista à Rádio Passos FM de Minas, o petista voltou a criticar a venda e apontar um erro no modelo de preço, que estaria deixando a empresa mais barata do que ela poderia valer.

“Quero deixar bem claro que eu e o PT somos contra a privatização da Eletrobras. Não há necessidade de se vender um patrimônio construído pelo povo brasileiro, que regula o sistema elétrico, e que pode impedir preços abusivos nas contas de energia”, disse Lula.

Nesta terça (22), o governo deu mais um passo no processo de privatização da empresa. Foi aprovada a venda de novas ações da companhia em assembleia realizada por acionistas. O objetivo é reduzir a fatia da União de 70% para 45% do capital.

Ainda na assembleia, o governo aprovou a venda das ações da empresa em Itaipu no valor de R$ 1,2 bilhão, e a cisão da operadora das usinas nucleares de Angra dos Reis, a Eletronuclear.

Em outro momento da entrevista, Lula voltou a criticar o governo federal em relação ao aumento do preço dos combustíveis. Segundo ele, não existe razão para a Petrobras internacionalizar o preço dos produtos.

“Não existe nenhuma razão técnica ou político-econômica para a Petrobrás tomar a decisão de internacionalizar o preço dos combustíveis, a não ser para atender os interesses dos acionistas, principalmente aqueles que ficam lá em Nova York. O preço do combustível é caro no tanque, mas também no mercado, porque impacta no preço dos alimentos. Esse preço dolarizado dos combustíveis concentra riqueza nas mãos dos mais ricos e tira recurso dos mais pobres”, concluiu Lula.




Bahia.ba

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads