Últimas Notícias

Terreiro de candomblé é alvo de intolerância religiosa na cidade de Eunápolis

 Fiéis evangélicos fizeram pregações com carro de som em frente ao centro de candomblé no bairro Juca Rosa


O terreiro de candomblé Logun Edé, localizado no bairro Juca Rosa, zona Norte de Eunápolis, foi alvo de atos de intolerância religiosa. Por volta 15h de domingo (13), um grupo de fiéis evangélicos, com apoio de um carro de som, parou em frente ao centro religioso fazendo pregações. Na manhã desta segunda-feira (14), uma carta escrita à mão, contendo versículos bíblicos, foi deixada em frente ao terreiro.


O centro, que funciona há 43 anos no mesmo local e tem como responsável a mãe de santo Luziene Almeida Silva, recebia alguns filhos de santo e convidados, no domingo, quando um grupo de aproximadamente 30 fiéis da Igreja Assembleia de Deus, localizada no mesmo bairro, parou na esquina e começou a pregar com o carro de som.


De acordo com Luzanira Silva Santana, filha de Luziene, é comum que uma vez por mês os fiéis saiam pelas ruas do bairro pregando o evangelho. No entanto, segundo ela, desta vez a intolerância religiosa foi evidente, pois um grupo ficou na esquina e outro foi para a porta do terreiro.


“Temos um assentamento em frente (local de culto ao orixá) e dois (fiéis) quiseram pisar”, relatou a filha da ialorixá. Para impedir que o local sagrado fosse violado, a mãe de santo empurrou os agressores e teve início uma confusão.



Radar64

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads