Últimas Notícias

Após EUA elevar juros, Ibovespa fecha em alta de 1,98%

Já o dólar fechou a quarta-feira em queda de 1,29%, cotado a R$ 5,09.

Foto: Divulgação/Ibovespa


Nesta quarta-feira (16), após o anúncio do Fed (Federal Reserve, banco central norte-americano) de alta nos juros nos Estados Unidos, o Ibovespa fechou em alta de 1,98%, aos 111.112,43 pontos. Já o dólar encerrou o dia com queda de 1,29%, cotado a R$ 5,091, o maior recuo percentual em duas semanas.

Com a alta nos juros dos Estados Unidos de 0,25 ponto percentual, o primeiro desde 2018, o principal índice da bolsa brasileira chegou a desacelerar os ganhos e a moeda norte-americana segurou a queda. Logo depois, porém, o dólar voltou a cair mais de 1%, e a bolsa a subir na mesma magnitude.

Qualquer alta de juros nos EUA torna os títulos do Tesouro americano mais atrativos. Logo após o anúncio do Fed, o rendimento do Tesouro americano de 10 anos atingiu seu nível mais alto em três anos, com alta de 8 pontos base, para 2,24%.

Isso significa que os títulos ficaram mais atrativos aos investidores, gerando fluxos de investimentos e consequente saída de dólares de outros mercados, sobretudo os considerados mais arriscados, como é o caso do Brasil.

Entretanto, uma alta de juros pelo Banco Central brasileiro pode limitar essas perdas devido à grande diferença entre os juros dos dois países, e até manter um ciclo de entrada de capital favorável ao real.

Os ativos brasileiros foram beneficiados por uma aversão menor a riscos no mercado em meio a um aparente avanço nas negociações entre Rússia e Ucrânia para encerrar a guerra entre os países.

Na terça-feira (15), o dólar teve alta de 0,75%, pelo quarto pregão seguido, cotado a R$ 5,158. Já o Ibovespa caiu 0,88%, aos 108.959,30 pontos.




Bahia.ba 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads