Últimas Notícias

CASO PARAÍSO PERDIDO: homem é encontrado morto no distrito de Camassandi e polícia suspeita de queima de arquivo

A Polícia Civil Investiga provável Queima de arquivo. Homem era considerado pela polícia peça chave nas investigações.


Um homem ligado ao empresário Léo da Pousada Paraíso Perdido foi encontrado morto nesta segunda-feira (07), as informações são do Blog do Valente.

Conforme informações da Polícia Civil, o homem era a pessoa de confiança do empresário e considerada pela polícia, testemunha chave para o desenrolar das investigações. O crime, provavelmente, pode ser considerado uma queima de arquivo.

Ainda conforme informações, o homem, que não teve o nome divulgado, teria sido ouvido pela polícia após  morte do empresário e foi encontrado morto no distrito de Camassandi, em Jaguaripe, no início da tarde de hoje.

Neste sábado (05), a viúva do empresário foi considerada pela justiça como foragida, após descumprimento de medida cautelar. Conforme informações do delegado Rafael Magalhães, responsável pelo caso, Shirley é considerada suspeita do crime, foi intimada para prestar depoimento sobre o caso da morte de seu marido, mas não foi encontrada. Até então é desconhecido o paradeiro da Shirley, que esteve presente no velório do empresário.

O empresário Leandro Silva Troesch, o Léo da Pousada Paraíso Perdido, morto por um disparo de arma de fogo na noite de 25 de fevereiro e de acordo o delegado Rafael Magalhães, há ainda muitas informações sobre o suposto suicídio do empresário que precisam ser esclarecidas para dar andamento as investigações.



Blog do Valente

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads