Últimas Notícias

'Depois de ser presidente, não fui mais nada', desabafa FHC em documentário


'Depois de ser presidente, não fui mais nada', desabafa FHC em documentário

O ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso estrela o documentário "O Presidente Improvável", dirigido pelo documentarista Belisario Franca. A produção narra a trajetória do político que, em primeira pessoa, conta sua história, desde a infância até atualmente.
 

Misturando imagens de arquivo com sequências de diálogo entre FHC e importantes nomes da política nacional e internacional, entre eles amigos e colegas do ex-presidente. Entre os interlocutores, estão Bill Clinton, Manuel Castells, Gilberto Gil, Ricardo Lagos, Raul Jungmann, Maria Hermínia Tavares, Boris Fausto, Alain Touraine e mais.
 

Entre os assuntos abordados, o político fala sobre a ditadura militar brasileira, lembra o período de seu mandato como Presidente do Brasil, e pondera sobre depois de ter deixado o posto de chefe de Estado. "Depois de ser presidente, não fui mais nada", diz em dado momento. Além disso, ele demonstra dúvidas quando o assunto é reeleição.
 

Para o documentário, foram gravadas 20 entrevistas, cada uma delas com cerca de 1h30 de conversa. Todos os encontros aconteceram na Fundação Fernando Henrique, em São Paulo, local onde FHC trabalha, apresentas suas palestras e também recebe os amigos.
 

Fernando Henrique Cardoso completará 91 anos em junho e foi Presidente do Brasil entre 1994 e 1998. Ele foi um dos fundadores do PSDB (Partido Social Democrático Brasileiro). No primeiro ano do mandato do presidente Itamar Franco, FHC assumiu o Ministério das Relações Exteriores, em 1992, e no ano seguinte foi atribuída a ele a função de Ministro da Fazenda.
 

Nesta pasta realizou uma reforma monetária na economia brasileira que vivia sucumbida pela inflação, o chamado Plano Real. Em 1993 deixou o Ministério da Fazenda e lançou sua candidatura à presidência da República, rivalizando assim com Luiz Inácio Lula da Silva, que concorria à presidência pelo PT e era considerado o candidato favorito na ocasião. O tucano foi eleito duas vezes para os mandatos que seguiram entre 1995 e 2002.
 

"O Presidente Improvável" chega aos cinemas no dia 31 de março.


por Folhapress

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads