Últimas Notícias

Ministério da Justiça determina remoção de filme acusado de promover pedofilia

 

Ministério da Justiça determina remoção de filme acusado de promover pedofilia
Foto: Reprodução/Telecine


O Ministério da Justiça determinou, por meio da Secretaria Nacional do Consumidor, a remoção do filme “Como se tornar o pior aluno da escola” das plataformas de streaming. O documento foi assinado pela diretora do Departamento de Proteção e de Defesa do Consumidor, Lilian Brandão.

O despacho, publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (15), impõe um multa de R$ 50 mil se “a disponibilização, exibição e oferta” do filme não forem interrompidas no prazo de cinco dias, “tendo em vista a necessária proteção à criança e ao adolescente consumerista.”

As plataformas e empresas Netflix, Globoplay, Telecine, Youtube, Apple e Amazon foram citadas no despacho.

O filme de 2017 virou alvo de acusações nas redes sociais após telespectadores apontarem que uma cena “promovia e incentivava a pedofilia.” O longa é uma adaptação do livro do humorista Danilo Gentili e o personagem da cena em questão é o ator Fábio Porchat.



Bahia Notícias

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads