Últimas Notícias

Grupo religioso é preso por negar insulina à menina diabética que morreu na Austrália

 



De acordo com autoridades, existe a hipótese de que eles a negaram tratamento médico durante seis dias

Doze membros de um grupo religioso foram presos na Austrália pela morte de Elizabeth Struhs, 8. A menina era diabética e morreu em 7 de janeiro deste ano em uma casa ao sul de Brisbane. Autoridades acreditam que lhe negaram insulina por quase uma semana


No início deste ano, seus pais foram acusados de assassinato, tortura e de fracassar em prover as necessidades da vida. De acordo com a polícia, outras 12 pessoas serão indiciadas pela sua morte.

As autoridades só foram contatadas no dia seguinte. O superintendente da polícia australiana Garry Watts, disse que eles ficaram surpresos com a causa do falecimento. A irmã mais velha de Elizabeth, Jayde Struhs, culpa os próprios pais e o grupo religioso.

Ela disse que os pais  faziam parte de um culto que leva a religião a extremos e usa o medo para controlar seus integrantes. 



Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads