Últimas Notícias

ACM Neto mantém neutralidade: ‘Saberei construir pontes com qualquer presidente’

'Como fiz durante oito anos como prefeito de Salvador', completou Neto.

Foto: Ascom / ACM Neto

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) reforçou sua postura de neutralidade perante a disputa presidencial entre Jair Bolsonaro (PL) e Lula (PT). Durante entrevista à Rádio Fascinação, de Itapetinga, na noite de terça-feira (11), o ex-prefeito de Salvador defendeu que a escolha dos baianos deve considerar qual dos candidatos está realmente preparado para enfrentar os problemas do estado.

O candidato reafirmou que saberá conduzir o governo com qualquer presidente escolhido pelos brasileiros no próximo dia 30 de outubro. “Nós estamos há 16 anos sendo governados pelo mesmo grupo político, os problemas estão aí, eles já esgotaram, tiveram tempo demais, muitas oportunidades, agora é hora de mudar. Eu represento essa mudança, uma mudança com segurança e com confiança, porque estarei pronto para governar com o próximo presidente que o Brasil venha escolher também no dia 30 de outubro. Saberei construir as pontes, como fiz durante oito anos como prefeito de Salvador”, ponderou.

Durante a gestão liderada por ACM Neto na Prefeitura de Salvador, o candidato governou a capital com três presidentes de partidos diferentes – Dilma (PT), Michel Temer (MDB), e Bolsonaro. E esse quadro, salienta o ex-prefeito, não trouxe nenhum prejuízo para os soteropolitanos. “Saímos com mais de 80% de aprovação da prefeitura da capital. É isso que eu quero fazer pela Bahia. Oferecer aos baianos o melhor governo do Brasil”, afirmou.

“O escolhido para governar a Bahia vai ter que tirar a Bahia de campeã nacional dos homicídios, de campeã em número de desempregados do país. Vai ter que tirar a Bahia desse problema dramático vivido pelo nosso povo do interior da longa espera na fila da regulação para conseguir um atendimento médico, vai ter que tirar a Bahia da última posição do Brasil em qualidade de ensino”, ressaltou.

“Essas são tarefas indelegáveis, intransferíveis, que caberão ao próximo governador. A escolha do Governador tem que ocorrer a partir de uma avaliação da consciência dos baianos de quem está preparado para enfrentar esses desafios e oferecer um novo momento para a Bahia”, falou o candidato.

Neto destacou ainda que, durante os 16 anos da atual gestão estadual, inúmeros problemas que afetam diretamente a vida da população continuam sem soluções. E enfatizou: “Eu me preparei a vida toda para servir aos baianos.[…] Nesse momento eu peço que compare, análise de perto, examine cada candidato, a gente não pode votar no impulso, a gente não pode votar em um número, a gente tem que votar naquela pessoa que está realmente preparada para governar a Bahia”, falou durante a entrevista.

“Agora sou eu e o meu adversário, tête-à-tête, o confronto direto, a comparação direta da história, da trajetória, do currículo, do que cada um pode fazer pela Bahia. E eu tenho certeza que ao fim desse processo, a escolha dos baianos será pela mudança e por uma nova história para o nosso estado”, acrescentou.



Bahia.Ba



Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads