Últimas Notícias

Escândalo de pastores evangélicos no MEC, pode ter sido a maior causa da derrota de Bolsonaro; Até então o governo seguia sem indícios de corrupção

 


Bolsonaro teria se prejudicado por conta dos aliados Pastores Evangélicos ? Escândalo de pastores evangélicos no MEC, pode ter sido a maior causa da derrota de Bolsonaro; Até então o governo seguia sem indícios de corrupção. reveja o caso:

Por Revista Brasil Atual , reprodução PIRÔPO NEWS BAHIA

Com as denúncias envolvendo Gilmar Santos e Arilton Moura, presos na época pela Polícia Federal. Os pastores teriam atuado pela liberação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) do MEC mediante recebimento de propinas. Em entrevista a Glauco Faria, do Jornal Brasil Atual, a professora da PUC-SP afirmou que também interessa a esse segmento social a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denúncias de corrupção com verbas do MEC. Gilmar e Arilson estão detidos junto o ex-ministro Milton Ribeiro, também pastor evangélico. Mas uma decisão do desembargador Ney Bello, do TRF-1, determinou a soltura dos três.

"O povo quer  respostas e quer saber como a sua fé acaba sendo negociada como moeda de troca nesse ministério para enriquecimento de pastores.”, observou Rosemary. 

Operação Acesso Pago, deflagrada pela PF, apura “tráfico de influência e corrupção para liberação de recursos públicos” do FNDE. Os pastores são suspeitos de formar um “gabinete paralelo” que controlava a agenda do MEC e do então ministro da Educação Milton Ribeiro. Além disso, os religiosos tinham relação com o presidente Jair Bolsonaro. E desde o primeiro ano do governo, em 2019, já haviam participado de mais de 100 eventos do governo federal. Eles intermediavam acordos com prefeituras e empresários, discutiam prioridades da pasta e a destinação das verbas públicas.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
PIROPO NEWS