Últimas Notícias

Salvador investe R$20 milhões em projeto de fortalecimento de pequenos negócios

Foto: Valter Pontes/Secom

 


A capital baiana passa a contar com mais uma iniciativa para recuperação da economia e estímulo à geração de empregos. A Prefeitura, em parceria com Sebrae, lançou nesta quinta-feira (9) o Projeto de Fortalecimento de Pequenos Negócios, que ofertará consultorias gratuitas para microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) com endereço fiscal na cidade e que estejam em funcionamento.

 

Os detalhes da ação, que contará com investimento de R$20 milhões, foram apresentados durante encontro com representantes dos mais variados setores produtivos, na unidade do Sebrae, no bairro do Costa Azul. O evento foi conduzido pelo prefeito Bruno Reis, ao lado da vice-prefeita Ana Paula Matos, da secretária de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), Mila Paes, e do gerente regional do Sebrae, Rogério Teixeira.


Foto: Valter Pontes/Secom

 

Fruto do Programa Empreenda Salvador, da Semdec, o novo projeto já possui inscrições abertas e tem como meta alcançar 6,4 mil negócios que se enquadrem em ME ou EPP, a exemplos de bares, restaurantes, salões de beleza, mercadinhos, entre outros tipos de comércio. A iniciativa disponibilizará consultorias gratuitas em seis linhas de ações: Presença Digital do Zero, Finanças – Gestão do Caixa, Renova Varejo, Revigora Turismo, Gestão Eficiente de Bares e Restaurantes e Delivery.

 

A partir disso, empresários e gestores escolherão a solução que mais precisa e, assim, receberão a orientação e dicas dos consultores do Sebrae, para aplicar nos próprios negócios, de forma organizada e planejada.

 

O prefeito destacou que este é mais um projeto em conjunto com o setor produtivo da cidade para melhoria do ecossistema de negócios. “Quando falamos em desenvolvimento social, não há outro caminho do que avançar na geração de emprego, renda e permitindo que as pessoas tenham autonomia financeira. Essa iniciativa será um verdadeiro sucesso. Não há nada mais importante ao empreendedor do que ele conhecer mais do seu próprio negócio e ver qual mudança implementar para ter um resultado melhor”, destacou.

 

Bruno Reis acrescentou que a Prefeitura tem trabalhado para identificar quais setores da economia precisam de estímulo, a fim de ampliar a empregabilidade e potencializar aqueles empreendedores que já atuam no mercado. Ele lembrou que Salvador é líder no Nordeste na geração de vagas formais.

 

Capacitações – A secretária Mila Paes explicou que o Projeto de Fortalecimento de Pequenos Negócios vai durar dois anos e que durante esse período haverá a formação de várias turmas. As capacitações serão feitas de forma híbrida, virtual e presencial, inclusive no próprio ambiente de negócio de quem se cadastrar.

 

 “O Sebrae oferece esse trabalho de consultoria, mas é de forma paga, em valores que variam entre R$1,3 mil a quase R$7 mil. Nesse projeto, essas ações serão inteiramente gratuitas. Nossa ideia, portanto, é fortalecer o ambiente de negócios no momento de pós-pandemia para aumentar a geração de emprego e renda”, enfatizou.

 

A vice-prefeita Ana Paula pontuou a necessidade de o município investir cada vez mais em atividades que estimulem a economia local e de forma mais inclusiva para as mulheres. “Precisamos melhorar o ambiente de negócios, na cadeia logística, mas sobretudo precisamos ouvir as pessoas, criar canais perenes e constantes de diálogos. Nossa meta é uma Salvador mais inclusiva, humana e socialmente responsável pela criação de empregos. E para isso é necessário fortalecer o pequeno empreendedor”, frisou.

 

Já o gerente regional do Sebrae reforçou a amplitude dos pequenos negócios na capital baiana. A cidade tem hoje 70,2 mil microempresas e 9,5 mil empresas de pequeno porte. “Os pequenos negócios são responsáveis por 40% do PIB e também são 97% das empresas de Salvador. Junto com a Prefeitura, construímos esse que é o maior programa do estado em prol daqueles que fazem a economia rodar”, disse Rogério Teixeira.

 

O processo de inscrição para o primeiro ciclo do projeto está aberto no link https:// emkt. ba. sebrae. com. br/ fortalecimento_mpe . Até o momento já foram efetivadas 273 adesões por empresas localizadas em 75 bairros da capital baiana. As inscrições também podem ser feitas presencialmente no SAC do Empreendedor, no Mercado São Miguel, na Baixa dos Sapateiros.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
PIROPO NEWS