Últimas Notícias

É TÃO BOM. É SALVADOR
É TÃO BOM. É SALVADOR

Codesal realiza trabalho preventivo para conter impactos da mudança climática em Salvador


Codesal realiza trabalho preventivo para conter impactos da mudança climática em Salvador
Foto: Bruno Concha/Secom PMS

 Nacionalmente, o dia 16 de março é voltado para a conscientização sobre as mudanças climáticas, elas são um dos principais e mais complexos desafios do século XXI, por potencializar eventos extremos e cada vez mais frequentes, que deixam suas marcas ao fazerem vítimas e causarem perdas ou danificarem bens ano após ano. Esses fenômenos demandam ações coordenadas em escala local e global com efeitos substantivos e geograficamente heterogêneos, nos âmbitos ambiental, social e econômico.

Em Salvador, com o objetivo alertar a população sobre os impactos que as mudanças climáticas têm no planeta, durante todo o ano, a Defesa Civil de Salvador (Codesal), trabalha a temática, através das ações de prevenção e contingência, a exemplo da própria formação dos Núcleos Comunitários em Defesa Civil (Nupdecs), do Programa Defesa Civil nas Escola (PDCE), que trata aspectos ambientais com alunos da rede municipal de ensino, além da observação do comportamento humano e como suas consequências podem acarretar alterações da biodiversidade, degradação do meio ambiente, aquecimento global, efeito estufa dentre outros.

A Codesal também investe em tecnologia. Atualmente, o Centro de Monitoramento de Alerta e Alarme da Defesa Civil (Cemadec), criado em 2016 através do processo de reestruturação do órgão, é capaz de acompanhar e avaliar o quadro evolutivo dos fenômenos climáticos extremos que oferecem riscos à população do município. O Centro funciona com uma equipe multidisciplinar, em uma moderna central tecnológica instalada na sede da Codesal, composta por nove estações de trabalho (cada uma com três monitores) e um videowall.

A equipe atua em regime de plantão para monitorar os principais sistemas meteorológicos que provocam eventos significativos de chuvas na cidade. Possui atualmente uma rede de monitoramento de 74 Plataformas de Coleta de Dados (PCDs), sendo 51 estações pluviométricas (Codesal e Cemaden), quatro estações hidrológicas (Cemaden e Codesal), quatro estações meteorológicas (Codesal e Inmet) e 15 estações geotécnicas (Cemaden).

De acordo com Nicoly Lima, subcoordenadora de Análise do Clima e Sistema de Alerta do município, é exatamente o trabalho de prevenção que faz toda a diferença nos resultados do órgão. "Não adianta tratar mudanças climáticas apenas em um dia do ano. Esse é um trabalho sólido e responsável desenvolvido nos 365 dias do ano por toda a equipe da Defesa Civil. O acompanhamento preventivo e em tempo real é a melhor solução para tomarmos medidas mais eficientes e que colaborem para a preservação ambiental e conscientização popular acerca das mudanças climáticas", explica.

Além dessas ações, a Codesal participou também do Plano Municipal de Mudanças Climáticas da cidade (PMAMC), lançado em 2020 pela Secretaria Municipal de Sustentabilidade e Resiliência (Secis). Entre as diversas ações e objetivos elencados pelo documento está a ambiciosa meta de neutralizar as emissões de carbono na capital baiana até 2049, quando a cidade completará 500 anos.

A Defesa Civil tem contribuído para que Salvador atinja as metas de adaptação definidas pelo PMAMC a exemplo da promover a capacitação das comunidades em adaptação às mudanças do clima em 50% das áreas de risco trabalhadas pelos Nupdecs, além de ampliar o número de equipamentos destinados ao monitoramento e alerta para a redução dos impactos de eventos climáticos adversos.

Salvador também foi a primeira entre as nove cidades da América Latina que são apoiadas pelo Grupo C40 de Grandes Cidades para a Liderança do Clima a adotar um plano de mitigação dos efeitos do aquecimento global.

Data – Foi em 16 de março de 1998 que se abriu o processo de reconhecimento ao Protocolo de Kyoto, tratado internacional articulado para levar países desenvolvidos a reduzir suas emissões de gases do efeito estufa, especialmente CO2. Para refletir sobre o impacto desses e outros poluentes sobre o clima no planeta, foi criado o Dia Nacional de Conscientização sobre as Mudanças Climáticas, celebrado no dia 16 de março. A data foi estabelecida pela lei nº12.533/2011 para viabilizar debates e mobilizações em torno de alternativas mais sustentáveis para as mais diversas áreas.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Câmara SAJ - 2024
Câmara SAJ - 2024
Campanha Salvador Capital Afro
Campanha Salvador Capital Afro

Veja mais notícias do Pirôpo News no Google Notícias
PIROPO NEWS GOOGLE NOTÍCIAS