Últimas Notícias

Diálogo promove resgate da memória da Casa do Benin


Foto: Otávio Santos/Secom PMS 


 Dentro das celebrações pelos 35 anos de existência, a Casa do Benin recebeu nesta terça-feira (8) a edição do "Patrimônio É..." deste mês de agosto, que teve como foco a história do espaço cultural. A atividade também marcou o início da programação especial do espaço dedicada à Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô) e que contará com atividades variadas nos próximos dias. 

 

A roda de conversa contou com a presença do arquiteto e urbanista beninense Abiolá Akandé Yayi, da antropóloga e curadora fotográfica Goli Guerreiro, e da fotógrafa e editora, Arlete Soares. A mediação do bate-papo foi realizada pela jornalista Val Benvindo. 

 

No bate-papo, Arlete Soares compartilhou suas experiências na construção do projeto que resultou no espaço cultural, iniciado em 1986 após a criação da Fundação Gregório de Mattos (FGM), no qual foi diretora. “Hoje penso que ter essa Casa é um milagre. Aqui tem evento, palestra, comida, música, exposição. Agradeço muito, porque um projeto cultural no Brasil funcionando por 35 anos é difícil de encontrar”, celebrou.  

 

Em sua fala, o Abiolá Akandé Yayi trouxe como contribuição uma perspectiva sobre o espaço entrelaçado com a cultura da África. “Acredito que o mais importante aqui seja a memória. Por mais que o tema seja o patrimônio, ele está ancorado na memória, pois sem ela não há patrimônio. O que trago aqui é uma forma de destrinchar a memória através da visão ancestral africana e além de ressaltar a sua importância para o planeta”, contou. 

 

Após a conversa, o público pôde assistir à performance do escritor do Nelson Maca, que apresentou o recital “Thank You Exu”. O momento reuniu parte dos poemas dos originais do livro homônimo do autor. 

 

Pensando sobre o passado e futuro – O produtor cultural e gestor da Casa do Benin, Igor Tiago Gonçalves, explicou que a atividade buscou trazer diferentes olhares sobre a Casa do Benin. O gestor destacou também a importância trazer para a roda de conversa Arlete Soares, que possui mais de 2 mil registros fotográficos da época em que o espaço cultural foi concebido. Este material deu origem à exposição Lapso Temporal que está disponível para visitação de terça a sexta-feira, das 10h às 17h, e aos sábados das 9h às 16h. A visitação é gratuita e seguirá até 16 de dezembro. 

 

“Fizemos essa programação com muito cuidado para trazer a importância da Casa do Benin nesses 35 anos de resistência. Trouxemos a exposição Lapso Temporal trazendo fotos do processo do projeto que resultou no espaço. Essa exposição é para celebrar a construção e trajetória que essa casa representa para a gente culturalmente e historicamente, trazendo pertencimento e reconhecimento nas fotos”, afirmou. 

 

Sobre o projeto – As rodas de conversa do integram o projeto Salvador Memória Viva, da Fundação Gregório de Mattos (FGM), que busca promover atividades de proteção e estímulo à preservação dos bens materiais e imateriais do município, abordando o patrimônio cultural em diálogo com a história, memória, arquitetura, espaço público, educação, gestão e economia da cultura.  

 

Quem não pôde acompanhar presencialmente a roda de conversa terá a chance de assistir a transmissão ao vivo que foi realizada do evento no canal da FGM no YouTube. A transmissão também contou com tradução em libras. Este ano o projeto “Patrimônio É...” já promoveu debates relevantes em duas edições: uma realizada em junho na Pedra de Xangô, em Cajazeiras X, sobre "Fogueira de Xangô e os Guardiões da Pedra", e outra em julho no Ilê Axé Opô Afonjá, em São Gonçalo do Retiro, sobre “Liberdade de Crença”. 

 

Flipelô+ - Dentro da Flipelô+, programação alternativa da feira literária, a Casa do Benin reúne uma série de atividades até o próximo domingo (13). Confira a programação completa: 

 

Dia 9 (quarta) – Amalá de Ideias  

 

11h – Visitas mediadas (acervo da Casa do Benin e exposição Lapso Temporal)  

 

16h às 18h – Afreketê – Audiência Pública Poética: Ponto de encontro e articulação da cena literária negra e independente para reflexões, intervenções e elaboração de propostas de ocupação poética da Casa do Benin.   

 

Mediação: Nelson Maca  

 

Dia 10 (quinta-feira) – O Tempo de Okê Arô  

 

10h – Oficina de Literatura e Performance Negra (Lucas de Matos e Nelson Maca)  

 

11h – Visitas Mediadas (Acervo da Casa do Benin e Exposição Lapso Temporal)  

 

14h às 15h20 – Ocupação Editora Organismo: A literatura negro-brasileira, entre amor e  

unguento?  

Participantes: Josevaldo Santiago, Anajara Tavares e Ari Sacramento (mediação)  

 

15h30 às 16h50 – Ocupação Editora Organismo: Literatura de mulheres negras como feitiço  

Participantes: Juciane Reis, Camila Carmo e Hildalia Fernandes (mediação)  

 

17h às 18h20 – Ocupação Editora Organismo: Milongas e ancestralidades negras no  

processo criativo literário  

Participantes: Lande Onawale, Kota Gandaleci e Maria Dolores Rodriguez (mediação)  

 

18h30 - Atração Artística: Grupo de Arte Popular A Pombagem – O Museu é a Rua!  

 

Dia 11 (sexta-feira) – Funfun  

 

10h – Oficina de Literatura e Performance Negra (Nelson Maca e Lucas de Mattos)  

 

11h – Visitas mediadas (acervo da Casa do Benin e exposição Lapso Temporal)  

 

14h às 15h20 – Da Escrita ao Palco – o Stand Up Comedy como instrumento de letramento racial  

Participantes: Alan Miranda e Convidados  

 

15h30 às 17h30 – Mostra: Resultado da oficina de Literatura e Performance Negra  

 

18h às 19h20 – Ocupação Editora Malê: Lançamento do Livro Estampas do Abismo de Jovina Sousa + Bate Papo + Autógrafos  

 

19h30 às 20h50 – Ocupação Editora Malê: Lançamento do Livro A Galinha Conquém de Vanda Machado + Bate Papo + Autógrafos  

 

Dia 12 (sábado) – Para Todas as Ayabás, Para Todas Elas  

 

10h às 11h20 – Ocupação Editora Organismo: Contação de História em vozes negras Participantes: Lorena Ribeiro, Jaqueline Santana e Fernanda Santiago (mediação)  

 

11h – Visita mediada (acervo da Casa do Benin e exposição Lapso Temporal)  

 

13h – Aula Show: Jorge Washington Convida Vovó Cici e Marlene da Costa  

 

15h às 16h20 – Lançamento do Livro “Awon Ona Jagun – Narrativas de Mãe Carmen de Osaguian” de Tanira Fontoura, Tiago Coutinho, José Ricardo Lemos e Rubens Caldas + Bate Papo + Autógrafos  

 

16h30 às 17h50 – Iyás Minhas Raízes – Mãe Stella de Oxóssi e Memórias Femininas  

 

18h30 às 20h – Atração artística: A Mulherada  

 

Dia 13 (domingo) – Oxalá Quem Guia  

 

11h - Visita Mediada (acervo da Casa do Benin e exposição Lapso Temporal)  

 

12h às 17h - Culinária Musical com Jorge Washington  

 

Quinta a domingo  

 

10h às 19h - Feira Olojá: Feira de Livros, Artesanais e Afetos / Ocupação Aláfia 




Reportagem: Joice Pinho/Secom PMS 

 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Câmara SAJ - 2024
Câmara SAJ - 2024
Jaguaripe
Jaguaripe

Veja mais notícias do Pirôpo News no Google Notícias
PIROPO NEWS GOOGLE NOTÍCIAS