Últimas Notícias

É TÃO BOM. É SALVADOR
É TÃO BOM. É SALVADOR

Bahia tem um caso de violência contra a mulher a cada 24h, aponta pesquisa

 

Foto: Reprodução/Freepik


Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, a Rede de Observatórios da Segurança divulgou o relatório "Elas Vivem: Dados da Violência Contra a Mulher". O boletim revela que, no estado, a cada 24 horas, uma mulher sofre algum tipo de violência. No ano passado, foram contabilizados 368 casos de agressão física, feminicídio, homicídio, violência sexual, entre outros.

A pesquisa também mostra que, em comparação com os dados de outros sete estados (Ceará, Maranhão, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro e São Paulo), a Bahia foi a que registrou mais homicídios contra mulheres, com 129 ocorrências — mortes não classificadas como feminicídios. Além disso, houve um aumento de 16,46% nos registros da Rede em relação à pesquisa feita em 2022.

O boletim, com a iniciativa do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC), indica que os números ainda podem ser maiores, pois os dados são produzidos a partir de um monitoramento diário que circula nas mídias sobre violência e segurança. "As informações coletadas de diferentes fontes são confrontadas e registradas em um banco de dados que posteriormente é revisado e consolidado", revela trecho da pesquisa.

Por exemplo, a rede contabilizou 70 casos de feminicídio, 129 homicídios e 84 tentativas de feminicídio/agressão física. Mas o Metro1 procurou a Polícia Civil e, em nota, foi informado que foram registrados 107 casos de feminicídio em todo o estado.

Já a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) divulgou, na última quarta-feira (6), o balanço bimestral dos dois primeiros meses de 2024: 10 mulheres foram vítimas de feminicídios registrados pela pasta. O número aponta uma redução de 23,1% em comparação ao ano anterior, que teve no mesmo período 13 casos.

Serviços de apoio

Os números comprovam que, no Brasil dos Direitos Humanos e da Lei Maria da Penha, ainda é difícil ser mulher. Vítimas de violência podem procurar serviços de apoio jurídico e psicológico gratuitamente na Bahia. 

Confira lista de iniciativas de auxílio às mulheres:

Delegacia Virtual - denúncias podem ser feitas no site
Tribunal de Justiça - assistente virtual pelo número de WhatsApp (71) 99978-4768
Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) - oferece acompanhamento multidisciplinar com orientação jurídica, informações no site
Núcleo de Defesa da Mulher da Defensoria Pública (Nudem) -  informações pelo telefone de contato (71) 3324-1587
Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher (Gedem) - informações pelo telefone de contato (71) 3321-1949
Delegacias de Atendimento à Mulher (DEAM) - locais de atendimento no site
Instituto A Mulherada - R. do Tesouro, 39 - Centro, Salvador e no site
Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar - 5ª Avenida do Centro Administrativo da Bahia, nº 560 - Salvador. Os telefones para contato são: (71) 3372-1867/1895
TamoJuntas - organização formada por mulheres e presta assessoria jurídica, psicológica, social e pedagógica gratuitamente. Mais informações no site


Informações via metro1

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Câmara SAJ - 2024
Câmara SAJ - 2024
Campanha Salvador Capital Afro
Campanha Salvador Capital Afro
Jaguaripe
Jaguaripe
Jaguaripe
Jaguaripe

Veja mais notícias do Pirôpo News no Google Notícias
PIROPO NEWS GOOGLE NOTÍCIAS