sábado, 30 de maio de 2020

Veja depoimento de santoantoniense diagnosticado com Covid-19

PIROPO NEWS : União libera verba de custeio de ações de ...

Coriza, tosse, perda do olfato e paladar foram os sintomas sentidos por um paciente de Santo Antônio de Jesus diagnosticado com Covid-19, e duraram cerca de 10 dias. Em entrevista ao Blog do Valente, o santoantoniense, que preferiu não se identificar,  também disse não ser fácil conviver com os sintomas, principalmente pelo medo que já se criou do vírus. “Além disso, tem toda a questão do isolamento familiar, você tem de ficar isolado sozinho, é uma batalha que você tem de vencer, de certa forma, sozinho. Claro que tem o apoio dos familiares, mas tem de ficar isolado pela própria segurança deles”, detalhou.

A decisão de fazer o teste veio após os primeiros sintomas e confirmação de que teve contato com uma  pessoa diagnosticada com o novo coronavírus . “Fui orientada a procurar uma Unidade de Pronto Atendimento, quando fiz a consulta, me foi solicitado o exame para a Covid-19, quando recebi o resultado, foi constatado que realmente estava com a Covid-19”, explicou.

O paciente diz não ter ideia de onde contraiu o vírus. “Sempre tomei todos os cuidados, todas as precauções. Uso de máscara, álcool em gel, quando ia ao mercado, no retorno, lavava todos os itens”, esclareceu.

Os pais dele são do grupo de risco, mas, segundo ele, estavam sem contato presencial desde o início da pandemia. “Nos falamos só por chamada de vídeo. Sempre tive muito cuidado em relação aos meus familiares. E quando pensei em fazer o teste, me isolei de todos, e as pessoas da minha família que tiveram contato comigo não fizeram o teste, pois não estavam apresentando sintomas”, acrescentou.

No final, ele pediu mais empatia por parte das pessoas que não acreditam na gravidade da doença. “O comportamento dessas pessoas é o reflexo do que vemos no Brasil, nós conseguimos ver uma campanha grande de desinformação e de fake news  envolvendo o vírus da Covid-19, pois, infelizmente, o vírus acabou sendo politizado. Então, é uma coisa bastante grave. Quero falar para essas pessoas [que não acreditam na gravidade do problema] que eles devem seguir os especialistas, os que estão na linha de frente salvando vidas e não políticos”, concluiu.

foto: ilustrativa google fonte: blogdovalente / 

Nenhum comentário:

Postar um comentário