quarta-feira, 15 de julho de 2020

Policiais militares sufocam entregador durante abordagem: “não consigo respirar”

[Policiais militares sufocam entregador durante abordagem: “não consigo respirar”]
Imagem: Reprodução/ Redes sociais

ois policiais militares foram flagrados dando uma gravata e sufocando um entregador nesta terça-feira (14), na Zona Oeste de São Paulo. Um vídeo mostra o trabalhador gritando para que os agentes de segurança tirem as mãos dele.
"Tira a mão de mim, por que você está me agredindo?”, pergunta o motoboy. Um dos policiais diz que o entregador está louco. "Eu estou louco porque você está me agredindo", responde o trabalhador enquanto tenta se desvencilhar dos PMs.
O trabalhador cai no chão com os policiais e avisa que não está conseguindo respirar. Em outra gravação, um PM empunha a arma e manda que as pessoas se afastem enquanto o motoboy aparece no chão dominado por outros policiais. A situação lembra bastante o caso do americano George Floyd, sufocado até a morte por um policial branco durante uma abordagem em maio deste ano nos Estados Unidos.
A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo informou que a "Polícia Militar esclarece que ao visualizar o motociclista em cima da calçada e com a placa encoberta, a equipe policial deu ordem de parada e iniciou a abordagem". O órgão alegou que o motociclista resistiu e ‘precisou ser contido’. “Foi constatado que ele está com a habilitação vencida desde 2019", acrescentou a Secretaria.
De acordo com o G1, o caso foi registrado como termo circunstanciado de resistência no 14º Distrito Policial. A motocicleta foi apreendida administrativamente e foram pedidos exames de corpo de delito aos policiais e ao rapaz. O Juizado Especial Criminal (Jecrim) ficará responsável pelo processo.
A deputada federal Alice Portugal (PCdoB-BA) compartilhou um dos vídeos e criticou a atuação dos policiais. “A realidade racista do Brasil: Entregador grita ‘eu não consigo respirar’ enquanto é sufocado por policiais durante um protesto por melhores condições de trabalho”, escreveu a parlamentar.
 


BNews

Nenhum comentário:

Postar um comentário