OLIMPÍADAS


segunda-feira, 2 de agosto de 2021

UPB vai a Brasília apelar para que municípios baianos não entrem 'em colapso'

 


UPB vai a Brasília apelar para que municípios baianos não entrem 'em colapso'

Prefeitos baianos vão a Brasília nesta quarta-feira (4) pedir a aprovação de medidas que consideram urgentes para a gestão das prefeituras. Segundo o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Zé Cocá, o encontro pretende reunir mais de 100 prefeitos junto com a bancada de deputados federais e senadores da Bahia. Cocá disse que quer evitar um colapso dos municípios.

 

“Se nada for feito nesse segundo semestre, não conseguiremos sequer pagar a folha. Estamos com municípios tendo o repasse zerado para pagar a dívida da previdência e ainda tendo que arcar com uma alíquota do INSS que só os grandes empresários pagam no Brasil, isso enquanto prestamos um serviço que é social. É importantíssimo o apoio dos nossos parlamentares para mudar essa fórmula que temos aí hoje”, declarou Cocá, que também é prefeito de Jequié, no Sudoeste baiano.

 

Na pauta de prioridades há cinco pontos: redução da alíquota Patronal do INSS das prefeituras; parcelamento da dívida previdenciária, em 240 meses; aprovação de 1% a mais no percentual destinado ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM); prorrogação da implantação do sistema digital de obrigações previdenciárias e trabalhistas, denominado eSocial; e não obrigatoriedade do cumprimento do mínimo constitucional de 25% de investimento na educação, durante a pandemia em que as escolas estiveram fechadas.

 

O encontro está marcado para as 14h30 na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Nenhum comentário:

Postar um comentário