Últimas Notícias

PIROPO NEWS

Após uma semana das fortes chuvas, Itamaraju ainda tem 415 pessoas desabrigadas

 


Uma semana depois, o distrito de Nova Alegria continua sem abastecimento de água, sem energia, sem Internet e com os mercados e açougues fechados

Após uma semana das fortes chuvas, Itamaraju ainda tem 415 pessoas desabrigadas

Uma semana após as fortes chuvas que afetaram mais de três mil pessoas na cidade de Itamaraju e deixou mais de 2 mil desabrigados e desalojados, as pessoas que não tiveram as casas demolidas começaram a voltar para seus lares. Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social da cidade, 415 pessoas ainda estão nos abrigos da prefeitura. Deste total, 260 pessoas são do distrito de Nova Alegria, um dos mais afetados.

O cenário por lá ainda é de guerra. As ruas ainda estão tomadas por lama e móveis destruídos. Nova Alegria continua sem água encanada, energia elétrica e Internet. Lojas, mercados e açougues continuam fechados e sem previsão de reabertura. Por lá, vivem 3.500 pessoas. É o maior distrito de Itamaraju, cidade com população estimada de 64.423 habitantes, conforme o IBGE.

Colchões, roupas, água potável, cestas básicas e medicamentos estão sendo distribuídos aos afetados pelas enchentes. “Quando as pessoas saem dos abrigos, a gente dá colchão, um kit de higiene contendo toalha de banho, creme dental, sabonete, desodorante, absorvente para as mulheres, cobertor e roupas a gente conseguiu através de doação”, conta a assistente social da prefeitura de Itamaraju, Lucimaria Neves. “É o básico que eles estão levando, o que estão precisando mais no momento. Eles ficam agoniados para retornar para suas casas. Eles foram, lavaram as casas e agora estão retornando”, completa.

Lucimaria conta que a Secretaria de Assistência Social está fazendo o acompanhamento das pessoas afetadas através das visitas aos bairros mais atingidos para fazer o levantamento de perdas e danos.
Algumas localidades no município ainda estão parcialmente isoladas. Nesta quarta-feira (15), uma equipe da Prefeitura foi deslocada para desobstruir a estrada de São Paulinho, que teve rompimento de bueiros com algumas barreiras que caíram sobre a estrada de acesso ao local. Já em Pirajá, a ponte da entrada foi levada pelas águas. Os moradores improvisaram uma passagem enquanto a Prefeitura não reconstrói o que foi destruído pelas fortes chuvas.

Nos bairros de Itamaraju, a Prefeitura já começou um grande mutirão de reconstrução das localidades atingidas. Os prejuízos ainda não foram calculados. A Prefeitura estima que em 30 dias será possível voltar à normalidade.

As chuvas começaram na madrugada da última quarta-feira (08). De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, a cidade registrou chuvas de 322 mm em apenas 24 horas, o maior acumulado do Brasil no período. Para efeito de comparação, a média climatológica para o mês de dezembro é de 142 mm


Enviado ao PIRÔPO NEWS por Ascom 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
PIROPO NEWS
header ads
header ads
header ads