Últimas Notícias

Monark pode ser preso por apologia ao nazismo, indica MPSP

Ministério Público de São Paulo está investigando o ex-apresentador do podcast Flow. Se for condenado, a pena de prisão varia de 1 a 3 anos


Monark está sendo investigado pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP) por defender a existência de um partido nazista “reconhecido pela lei”.

O Grupo Especial e Combate aos Crimes Raciais e de Intolerância (Gecradi), do MP-SP, instaurou o procedimento na terça-feira (8/2). A investigação está sob a responsabilidade da promotora de Justiça Maria Fernanda Balsalobre Pinto.

Caso o ex-apresentador do podcast Flow seja denunciado e condenado, a pena de prisão varia de um a três anos. Monark é suspeito de praticar racismo, crime que segundo a constituição é inafiançável e imprescritível.

A portaria do MP indica a abertura de um inquérito civil por apologia ao nazismo e discriminação contra judeus. “O conteúdo nazista e antissemita é inquestionável”, consta no documento.



Metrópoles

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads