Últimas Notícias

Congresso deve questionar TSE sobre vinda de observadores europeus

 

Congresso deve questionar TSE sobre vinda de observadores europeus

O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou, na noite desta sexta-feira (6), que irá questionar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a possibilidade da vinda de observadores do Parlamento Europeu para acompanharem as eleições deste ano.

 

“Vamos consultar o TSE para saber se isso é algo que pode ser concretizado. Sendo possível, não há problema nenhum. Quanto mais transparência, melhor será”, disse.

 

De acordo com o que divulgou o Portal Metrópoles, a iniciativa é do líder da oposição no Senado Federal, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). O movimento ocorre após o Ministério das Relações Exteriores ter se manifestado de forma contrária à presença do bloco de observadores europeus.

 

Na ocasião, o Itamaraty defendeu “não ser da tradição do Brasil ser avaliado por organização internacional da qual não faz parte”. Ainda não está fechado o formato do convite aos parlamentares europeus, caso ele ocorra.

 

Conforme informado pelo próprio TSE, até o momento a observação eleitoral contará com a presença de representantes da Organização dos Estados Americanos (OEA), que já enviou técnicos para os pleitos realizados em 2018 e em 2020; do Parlamento do Mercosul (Parlasul), órgão que representa os interesses das cidadãs e dos cidadãos das nações que compõem o Mercosul; e da Rede Eleitoral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads