Últimas Notícias

Publicidade Jaguaripe 2023

CAFÉ COM PIRÔPO: Tiroteio na Barra e Casos de violência na Bahia



 Na última sexta-feira(20), um tiroteio na Praia da Barra em Salvador, assustou comerciantes e banhistas, crianças, adolescentes, adultos e idosos, todos correndo sem rumo, assustados e perplexos diante de uma situação de terror, através do medo de uma bala perdida. 

Os tiros ouvidos no Porto da Barra, trata-se de uma vítima de tentativa de homicídio, com tiro no ombro; Por meio de nota, a Polícia Civil disse que a vítima é um investigado por tráfico de drogas.  VEJA MATÉRIA AQUI

Logo cedo, ainda no dia (20), também na Barra; O Deputado Alan Sanches e um de seus filhos foram abordados por bandidos e tiveram que lutar contra os criminosos  que foram agressivos e por sorte conseguiram escapar.

Independente de ser Deputado, estamos relatando o caso, como diversos que acontecem e não chegam ao conhecimento público.

VEJA MATÉRIA AQUI

O que acontece com nossa "Segurança Pública", os guerreiros e guerreiras da nossa  polícia baiana, enxugam gelo há muitos anos.

É preciso políticas públicas voltadas ao desenvolvimento economico e social, com geração de emprego e renda, sem esquecer pilares fundamentais para diminuição da violência a curto e longo prazo,estou falando do  esporte e educação.

Enquanto a educação e o esporte não recrutam crianças e adolescentes, criminosos estão de braços abertos, acolhendo e direcionando essas vidas para servir ao crime.

Os governos passam e o fracasso na Segurança Pública é notório, o estado da Bahia registrou o maior número de mortes violentas no terceiro trimestre de 2022.

Não só a Bahia, como quase todos os estados do país, com um grande índice de violência.

Aos "politiqueiros", peço que antes de mandar fazer o "L", ou até mesmo culpar o antigo governo por liberação de armas; Percebam que todos, eu disse TODOS os governos dos estados e presidentes desde a redemocratização do país, falharam na questão de segurança pública.

Falharam justamente por ser um conjunto; Segurança Pública não é apenas aumentar efetivo policial, aparelhamento das polícias. Claro que isso é muito importante, porém está longe de ser as reais ações para uma diminuição em massa da violência desacelerada que toma conta da Capital baiana, da Bahia e do Brasil.

Cada legislador do Brasil, seja vereadores, deputados e senadores, devem pautar esse tema nas Casas Legislativas e criar leis que façam cumprir o progresso cultural, educacional e desportivo.

Cada gestor público, sejam prefeitos, prefeitas, governadores, governadores e Presidência da República, devem priorizar a educação e os esportes de forma urgente, retirando o risco de crianças e adolescentes serem recrutados para o crime; Assim podem ganhar tempo para preparar uma economia sólida, com geração de emprego e renda; Melhorando a qualidade de vida de toda nação.

Não adianta apontarmos culpados, vamos apontar soluções.


Por Marcius Pirôpo


Em mais de 300 grupos de WhatsApp da Bahia, a reação foi piadas desse tipo.





Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem