Últimas Notícias

Policiais militares deixam bilhete em um carro no Rio Vermelho e ato viraliza; saiba motivo

 



Um gesto simples, porém cheio de significado, aconteceu no bairro do Rio Vermelho, em Salvador, neste sábado, e chamou bastante atenção. A princípio era uma ronda normal, através de motopatrulhamento, de uma dupla de policiais militares lotados na 12ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM). Até que eles avistaram um veículo, um Gol branco, estacionado no Largo da Mariquita, parcialmente aberto.

O instinto de policial falou mais alto e logo fizeram a consulta para saber se havia algum tipo de problema com o veículo. O soldado Lucas, do MOTOPETO da 12º CIPM, participou da situação e explicou: "o carro estava todo legal, licenciado. A gente observou o interior do carro e viu que tinha vários pertences dele espalhados, e a carteira com dinheiro e documento no banco de trás. A gente chegou a conclusão que poderia ser um carro que o proprietário tinha esquecido de fechar".

O militar e seu parceiro, então, resolveram ajudar. "Procuramos ver se tinha alguém que conhecia o dono do carro. Percebemos que tinha carteira, dinheiro, eletrônico. Guardamos na mala. O carro, por ter vidro elétrico, não fechava. Aí resolvemos deixar um bilhete informando o que tinha acontecido. Tivemos uma ocorrência para atender", contou o soldado Luís Eduardo.

"A gente fez isso porque poderia passar alguém com má intenção e pegar. Então jogamos [os pertences] na mala do carro. Fizemos o bilhete informando que tínhamos feito isso. Como tínhamos outra demanda, a gente deixou o carro lá e fomos embora", salientou o amigo.


Mas as coincidências da vida iriam surpreender essa dupla, pois ao passarem na localidade algum tempo depois, avistaram um homem dentro do veículo. Era o dono carro, um educador físico que parou no local para praticar atividades esportivas. "Em uma dessas passagens avistamos que ele estava no carro. Nos aproximamos. Ele estava lá assustado, e foi o momento em que ele encontrou o bilhete e ficou mais tranquilo e agradeceu a nós", relatou Lucas.

"Conversamos com ele sobre o que tinha acontecido. Ele agradeceu. A gente fez o nosso papel, pois a Polícia Militar está aí passa isso", disse Luís.

"Ele perguntou o que a gente queria. Queria pagar um café para nós. A gente disse que não queria, que era o nosso papel ajudar as pessoas. E depois ele fez esse agradecimento nas redes sociais e chegou ao comandante", completou Lucas.

O bilhete, aliás, repercutiu bastante nas redes sociais e chegou ao comando da PM-BA. A atitude bacana foi bastante elogiada e, segundo informação obtida pela reportagem do BNews, os dois soldados, Lucas e Luís Eduardo, serão homenageados pelo comandante-geral da Polícia Militar da Bahia.


fonte: BNews

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem