Últimas Notícias

Censo 2022 poderá ser adiado se for obrigatório incluir na pesquisa 'orientação sexual', diz IBGE


Censo 2022 poderá ser adiado se for obrigatório incluir na pesquisa 'orientação sexual', diz IBGE

 

O IBGE deve realizar o adiamento do Censo 2022,  que começa em 1° de agosto, se for necessário incluir  no questionário os campos “orientação sexual” e “identidade de gênero”.

 

Na sexta passada, a pedido do MPF, a Justiça Federal do Acre definiu que o IBGE inclua no novo Censo, perguntas relacionadas a essa temática, para fazer com que o país reformule questões de políticas públicas que sejam benéficas à população LGBTQIA +.

 

A possibilidade de adiar o censo está explícita no recurso que o IBGE encaminhou à AGU, órgão responsável pela tentativa de derrubar essa decisão judicial.

 

Segundo o  IBGE, não há mais tempo para essa alteração, devido a demanda do material, que demorou meses para ser configurado, e que por conta desse adiamento haverá um grande impacto socioeconômico.

 

O último Censo realizado no Brasil foi em 2010, e por conta da Covid em 2020, ele teve que ser adiado, assim como no ano passado por falta de verba.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem



header ads